junho de 2017
dstqqss
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829301
2345678
Ciclos
Pesquisa
19/06/2017, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
The Heartbreak Kids: Warren Beatty & Elaine May
Heaven Can Wait
O Céu Pode Esperar
de Warren Beatty, Buck Henry
com Warren Beatty, Julie Christie, James Mason, Jack Warden, Charles Grodin, Dyan Cannon
Estados Unidos, 1978 - 101 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Talvez só Warren Beatty pudesse ter conseguido financiar um filme como este, escrito com Elaine May (com quem partilhou a nomeação para o Óscar de Melhor Argumento Adaptado), e só uma década, como a dos anos setenta, teria deixado que fosse feito — e fazer de HEAVEN CAN WAIT um enorme sucesso. Naquela que é a sua primeira (assumida) realização, Beatty faz o papel de um jogador de futebol americano (um papel inicialmente pensado para Muhammad Ali) que morre, por engano dos céus, e regressa à terra no corpo de um multimilionário que se torna alvo de uma conspiração, na sua família, para ser assassinado. Com a participação de Julie Christie (uma das mulheres da vida de Beatty), HEAVEN CAN WAIT (nove nomeações para Óscares) tornou-se uma tocante comédia sobre um homem que não quer passar ao lado do amor da sua vida.
 
19/06/2017, 18h30 | Sala Luís de Pina
Gérard Courant – O Homem-Câmara
30 Cinématons de Cineastas
de Gérard Courant
com Manoel de Oliveira, Jean-Luc Godard, Youssef Chahine, Salah Abou Seif, Philippe Garrel, Emilio Fernandez, Wim Wenders, Maurice Pialat, Alain Tanner
França, 1978-2017 - 120 min
sem diálogos | M/12
Com a presença de Gérard Courant
Para a sessão inaugural deste Ciclo na Cinemateca Gérard Courant propõe uma antologia do “filme mais longo da História do cinema” o CINÉMATON. E escolheu um programa composto unicamente por retratos de cineastas célebres, de gerações, países e tendências muito variadas, filmados ao sabor das suas viagens e dos seus encontros. Começamos com o centésimo-segundo CINÉMATON, que retrata Manoel de Oliveira em Berlim em 1981 (“como os seus filmes: estático, comovente, cercado por uma luz inebriante”), a que se segue Godard, filmado dois dias depois, a assinar o contrato de distribuição de SAUVE QUI PEUT (LA VIE), antes de acompanharmos uma sequência extremamente variada de retratos, dentro dos rigorosos parâmetros do filme. Gérard Courant declarou numa entrevista que nos CINÉMATONS “os grandes cineastas são interessantes. A maioria, não faz nada. Têm confiança suficiente nos poderes da imagem para poderem se permitir isto. Os atores têm mais dificuldades, não sem razão: não têm nenhum papel a representar”. Courant também é de opinião que, embora seja possível programar CINÉMATONS isolados, como será o caso em Lisboa, é “a acumulação que dá o pleno sentido” ao projeto
19/06/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares - IV
Penúmbria | Silêncio de Dois Sons | Cinzas, Ensaio sobre o Fogo | A Torre | Éter
duração total da projeção: 85 min | M/12
Com a presença de Eduardo Brito, Rita Figueiredo, Pedro Flores, Nuno Lisboa
PENÚMBRIA
de Eduardo Brito
Portugal, 2016 – 9 min
SILÊNCIO DE DOIS SONS
de Rita Figueiredo
Portugal, 2011 – 15 min
CINZAS, ENSAIO SOBRE O FOGO
de Pedro Flores
Portugal, 2012 – 18 min
A TORRE
de Nuno Lisboa
Portugal, 2008/2011 – 23 min
ÉTER
de vários realizadores
Portugal, 2010 – 20 min

PENÚMBRIA é a primeira realização de Eduardo Brito: um “falso documentário” sobre um lugar inexistente, de difícil acesso, e situado à beira do mar, com o mesmo nome, enquanto que SILÊNCIO DE DOIS SONS, de Rita Figueiredo, desvenda uma história secreta entre uma mãe e um filho e o sono de dois bebés. CINZAS, ENSAIO SOBRE O FOGO, de Pedro Flores, olha para a paisagem e a vida do Gerês, enquanto que A TORRE, de Nuno Lisboa, se foca nos corredores e nos depósitos da Biblioteca Nacional, antes de se encerrar a sessão com o filme coletivo ÉTER. Todos os filmes, à exceção de PENÚMBRIA e A TORRE, têm as suas primeiras exibições na Cinemateca.
19/06/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
O Ano de 1967 – Terras em Transe
Mouchette
Amor e Morte
de Robert Bresson
com Nadine Nortier, Jean-Claude Guilbert, Marie Cardinal
França, 1967 - 78 min
legendado em português | M/12
Depois de JOURNAL D’UN CURÉ DE CAMPAGNE, MOUCHETTE marca um novo encontro entre Robert Bresson e Georges Bernanos: Nouvelle Histoire de Mouchette é o ponto de partida do argumento à volta da personagem de Mouchette. “A Mouchette de Bresson é muito mais dele do que de Bernanos e apresenta óbvios parentescos com a Marie de AU HASARD, BALTHAZAR… (para não falar do burro) e até com a futura ‘femme douce’” (João Bénard da Costa). Um filme desesperado e belíssimo.
 
19/06/2017, 22h00 | Sala Luís de Pina
The Heartbreak Kids: Warren Beatty & Elaine May
Mikey and Nicky
Jogo Mortal
de Elaine May
com Peter Falk, John Cassavetes, Ned Beatty
Estados Unidos, 1976 - 88 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Escrito e realizado por Elaine May (a sua terceira longa-metragem), MIKEY AND NICKY é uma bonita história de amizade, crime, e traição entre dois homens num contexto urbano e noturno, sendo a única que não assenta na comédia (assemelhando-se, em vários pontos, aos filmes interpretados por Peter Falk e John Cassavetes e realizados por este último). Depois deste filme, uma obra policial que se tornou uma homenagem aos seus dois atores, May não voltaria a filmar durante dez anos, fruto dos seus duros conflitos com a Paramount e de um método financeiramente inviável: sem cortes na filmagem, tempo aberto à improvisação, e inúmeras repetições de planos (diz-se que May filmou mais metros de película do que os que se filmaram em E TUDO O VENTO LEVOU). Por outras palavras, um filme livre. Primeira exibição na Cinemateca.