22-05-2015, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Anos 30, O Cinema Antes da Regra
SOUS LES TOITS DE PARIS
Sob os Telhados de Paris
de René Clair
com Albert Préjean, Poá Illéry, Edmond Gréville
França, 1930 - 95 min
legendado eletronicamente em português | M/12

Como tantos cineastas, René Clair ficou desconcertado com a chegada do som, que punha em causa a linguagem do cinema, arduamente construída. Mas em vez de rejeitar por completo o som, como outros, Clair tentou adotar uma posição intermediária, com filmes semissonoros, que evitam cuidadosamente os diálogos ininterruptos do que se chamava então o “teatro enlatado”. Dos belos filmes que Clair realizou em começos dos anos trinta, SOUS LES TOITS DE PARIS talvez seja aquele em que esta vontade de conciliar o som com as belezas da “arte muda” é mais nítida. O filme também é um retrato idealizado das classes populares parisienses, com dois homens à volta da mesma mulher.

22-05-2015, 18h30 | Sala Luís de Pina
Mark Rappaport | Realizador Convidado
IMPOSTORS
de Mark Rappaport
com Charles Ludlam, Michael Burg, Lina Todd, Peter Evans
Estados Unidos, 1979 - 110 min
legendado eletronicamente em português | M/12

Rappaport descreveu este filme como “uma união profana entre THE MALTESE FALCON e Em Busca do Tempo Perdido”. Dois irmãos gémeos e incompetentes, não sem alguma semelhança com os Dupondt de Tintim, procuram um tesouro egípcio enquanto fazem um número de prestidigitação com a ajuda de uma assistente. Tratando-se de um grupo de impostores, nenhum é digno da confiança do espectador, num filme baseado na impostura e na simulação. Realizado com o tom irónico, mas que finge ocultar a ironia, que caracteriza as obras deste período do realizador, IMPOSTORS, nas palavras de Gene Siskel, “mostra como as ficções sobre as relações amorosas (sobretudo as ficções de Hollywood) marcam as nossas vidas”. Primeira exibição na Cinemateca.

22-05-2015, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Centenário de Orson Welles
IT'S ALL TRUE: BASED ON AN UNFINISHED FILM BY ORSON WELLES
de Richard Wilson, Myron Meisel, Bill Krohn
Estados Unidos, 1993 - 87 min
legendado eletronicamente em português | M/12

O mítico filme que Welles deixou incompleto em 1942, quando a RKO o enviou ao Brasil, levando-o a dizer “They destroyed it and it destroyed me”. IT'S ALL TRUE: BASED ON AN UNFINISHED FILM BY ORSON WELLES reúne o material deixado por Welles, que consta de fragmentos de MY FRIEND BONITO, filmado no México por Norman Foster, cenas do Carnaval do Rio e um episódio integral, FOUR MEN ON A RAFT, homenagem aos pescadores brasileiros. Termina com o encontro de Welles com Carmen Miranda na rádio.

22-05-2015, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Anos 30, O Cinema Antes da Regra
KOMOEDIE OM GELD
"A Comédia do Dinheiro"
de Max Ophuls
com Herman Bouber, Matthieu van Eysden, Rini Ote
Holanda, 1936 - 80 min
legendado em inglês eletronicamente em português | M/12

Um filme raríssimo de Max Ophuls, realizado na Holanda no período em que o grande realizador andava de um país para o outro depois de ser forçado a deixar a Alemanha para fugir ao nazismo. Trata-se da história do empregado de um banco que perde cinquenta mil florins e passa por várias peripécias antes de provar a sua inocência. Ophuls conta esta história com a maior extravagância, num tom cómico. Embora nada inferior aos filmes que realizou em França nos anos trinta, KOMOEDIE OM GELD foi arrumado por historiadores que não o viram como um filme "menor". Só quem não o viu pode dizer uma coisa dessas.

22-05-2015, 22h00 | Sala Luís de Pina
Mark Rappaport | Realizador Convidado
DAISY KENYON
Entre o Amor e o Pecado
de Otto Preminger
com Joan Crawford, Dana Andrews, Henry Fonda, Ruth Warrick
Estados Unidos, 1947 - 99 min
legendado em espanhol | M/12

Realizado no auge da carreira de Joan Crawford, DAISY KENYON é um exemplo do que à época a indústria cinematográfica americana denominava um woman’s picture: um filme destinado às plateias femininas numa época em que muitas mulheres não trabalhavam (e iam ao cinema à tarde, com as amigas) e que abordam as questões amorosas e familiares do ponto de vista da mulher. Neste singular melodrama romântico, Joan Crawford é uma famosa estilista que se encontra romanticamente dividida entre dois homens, sendo que um deles é casado. O filme também aborda um problema audacioso para a época do filme: o abuso de crianças.

22-05-2015, 24h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Sexta à Meia-Noite | Filmes de “Fotógrafos-Artistas”
I’LL BE YOUR MIRROR
de Nan Goldin, Edmund Coulthard
com Nan Goldin, Bruce Balboni, Sharon Niesp, Gotscho
Estados Unidos, França, 1996 - 50 min
legendado eletronicamente em português | M/12

Em I’LL BE YOUR MIRROR, documentário que recupera o título de uma famosa exposição e de um importante catálogo de imagens, Nan Goldin evoca a sua vida e um importante corpus fotográfico passado. Cobrindo várias décadas de uma prática fotográfica ela própria autobiográfica, I’LL BE YOUR MIRROR prolonga e desenvolve a experiência de “The Ballad of Sexual Dependency” (1980–86), slide-show que chegou a ser apresentado sob a forma de filme. Através de entrevistas com alguns dos amigos que fotografou insistentemente ao longo dos anos, de excertos de filmes “de família”, da música, e de muitas fotografias, Nan Goldin (em colaboração com Edmund Coulthard) regressa ao retrato íntimo de uma geração americana em grande parte “perdida” por toda uma história de abusos, que foi a sua. Primeira exibição na Cinemateca.