24-11-2014, 15h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Outras Sessões de Novembro
THE COMPANY
A Companhia
de Robert Altman
com Neve Campbell, Malcolm McDowell, James Franco
Estados Unidos, 2003 - 112 min
legendado em português | M/12

O penúltimo filme de ALTMAN para cinema (antes do derradeiro, A PRAIRIE HOME COMPANION, dirigiu ainda um telefilme). Baseado numa história da atriz Neve Cambpell, também protagonista, THE COMPANY é um filme sobre o dia a dia de uma escola de bailado e sobre as relações entre os seus alunos – sem deixar de ser, também, um filme sobre o bailado clássico, que ALTMAN filmou com especial rigor.

24-11-2014, 19h00 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Outras Sessões de Novembro
BEFORE THE DEVIL KNOWS YOU’RE DEAD
Antes que o Diabo Saiba que Morreste
de Sidney Lumet
com Philip Seymour Hoffman, Ethan Hawke, Albert Finney, Marisa Tomei, Aleksa Palladino
Estados Unidos, 2007 - 117 min
legendado em português | M/16

Um assalto mal sucedido, perpetrado por dois irmãos à joalharia dos próprios pais, é o ponto de partida para o último filme realizado por Lumet. Extremamente inventivo em termos narrativos, uma vez que o cineasta opta por um tempo não linear, com contínuos saltos na cronologia, e por uma multiplicação de pontos de vista, BEFORE THE DEVIL KNOWS YOU’RE DEAD foi buscar o seu título a um provérbio irlandês. Uma obra indispensável, para ver ou rever.

24-11-2014, 19h30 | Sala Luís de Pina
Werner Schroeter

Em colaboração com o Goethe Institut e a Cinemateca de Munique
MACBETH
de Werner Schroeter
com Annette Frier, Susi, Stefan von Haugk, Sigurd Salto, Magdalena Montezuma
República Federal da Alemanha, 1971 - 60 min
legendado em francês e eletronicamente em português | M/16

Feita para a televisão alemã e, por conseguinte, originalmente em vídeo, esta é uma adaptação peculiar da peça de Shakespeare. O texto foi drasticamente reduzido e Schroeter insere certas passagens da ópera de Verdi sobre a mesma peça para substituir cenas que cortara. No desenlace, o realizador funde a peça e a ópera: os atores cantam (como podem) a partitura de Verdi, acompanhados por uma orquestra de tango. Em reação às críticas pouco amáveis que recebeu, Schroeter redarguiu: “Não faço diferença entre o kitsch e a cultura”. Primeira exibição na Cinemateca, a apresentar em cópia digital.

24-11-2014, 21h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Werner Schroeter

Em colaboração com o Goethe Institut e a Cinemateca de Munique
PALERMO ODER WOLFSBURG
“Palermo ou Wolfsburg”
de Werner Schroeter
com Nicola Zarbo, Otto Sander, Ida Di Benedetto, Brigitte Tig
República Federal da Alemanha, Suíça, 1980 - 176 min
legendado eletronicamente em português | M/16

Um dos filmes mais acessíveis de Schroeter, história de um siciliano que emigra para a Alemanha, onde passa a ser operário numa fábrica automóveis. O filme de certa forma prolonga o que alguns à época consideraram um “novo estilo” de Schroeter, já exemplificado em IL REGNO DI NAPOLI, com uma produção mais “profissional” e um universo mais “realista”. Mas PALERMO ODER WOLFBURG também é o filme de um sacrifício, uma paixão laica: filme da passagem da luz à treva, da vida à morte. “Caminho da paixão, comédia divina, PALERMO ODER WOLFSBURG é uma das maiores obras religiosas (no sentido de religação) dos tempos contemporâneos” (João Bénard da Costa).

24-11-2014, 22h00 | Sala Luís de Pina
Outras Sessões de Novembro
MAT
A Mãe
de Vsevolod Pudovkine
com Vera Baranovskaia, Nikolai Batalov, Anna Zemcova
URSS, 1925 - 87 min
mudo, intertítulos em russo, traduzidos em português | M/12

Pertencendo à extraordinária primeira geração do cinema soviético (com Eisenstein, Vertov, Dovjenko, Kulechov), Vsevolod Pudovkine será lembrado para sempre por três filmes realizados nos anos vinte: A MÃE, O FIM DE SÃO PETERSBURGO e TEMPESTADE NA ÁSIA. Baseado em Gorki, realizado num estilo menos vanguardista do que o de Eisenstein, A MÃE é a história de uma tomada de consciência política. Um jovem operário revolucionário é preso e a mãe acaba por se unir à luta do filho. O desempenho excecional de Vera Baranovskaia no papel principal é um dos trunfos do filme e continua a entusiasmar os espectadores. Um dos raros filmes soviéticos à época distribuídos em Portugal, embora com muitos cortes.