abril de 2017
dstqqss
2627282930311
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30123456
Ciclos
Pesquisa
21/04/2017, 10h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Encontro Cinema e Educação

Em colaboração com Os Filhos de Lumière – Associação Cultural
Pedagogia, Artes, Cinema: Interessar a Escola / Transformar a Escola
Encontro

Entrada livre mediante o levantamento de ingresso na bilheteira
Intervenções:
Miguel Honrado, Secretário de Estado da Cultura
Maria Emília Brederode Santos
José Manuel Costa
Pierre Marie Goulet
Teresa Garcia
João Mário Grilo
Alain Bergala
21/04/2017, 14h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Encontro Cinema e Educação

Em colaboração com Os Filhos de Lumière – Associação Cultural
Estudos de Caso: Projetos Nacionais e Transnacionais / A Sensibilização ao Cinema Dentro e Fora da Escola
Encontro

Entrada livre mediante o levantamento de ingresso na bilheteira
Intervenções:
João Costa, Secretário de Estado da Educação
Elsa Mendes (Plano Nacional de Cinema)
Ana Eliseu / Rossana Torres (Associação “Os Filhos de Lumière”)
Neva Cerentola (Cinemateca Júnior)
Nathalie Bourgeois (Le Cinéma, cent ans de jeunesse)
Lena Rouxell (CinEd)
Jacques Lemière (Université Lille 1)
Guilherme de Oliveira Martins

 
21/04/2017, 18h30 | Sala Luís de Pina
Imagem por Imagem (Cinema de Animação)
Hong Jun Qiao / Red Army Bridge | Houzi Hua H Xiao Hua | Lu Ling / Bell On A Deer
duração total da projeção: 58 min | M/12
Anunciado para esta sessão, HOUZI LAO YUE de Zhou Kequin, não será exibido devido ao mau estado da cópia e será substituído por DA HUA H XIAO HUA, de Jin Xuelin.
HONG JUN QIAO / RED ARMY BRIDGE
de Qian Yunda
China, 1964 – 19 min / sem diálogos
DA HUA H XIAO HUA
de Jin Xuelin
China, 1985 – 19 min / versão dobrada em francês
LU LING / BELL ON A DEER
de Tang Cheng, Wu Qain
China, 1982 – 20 min / sem diálogos

O programa retoma o contacto com a animação chinesa que tivemos brevemente nesta sala no contexto dos Ciclos dedicados ao cinema daquele país aqui realizados em 1987 e 2015. Trata-se de um conjunto de três títulos produzidos pelo estúdio de animação de Xangai, que, erguido já depois da fundação da República Popular da China, era já por sua vez continuador de uma tradição iniciada nos anos vinte e que tinha tido expressão na atividade dos grandes estúdios daquela mesma cidade na década de trinta. O programa tem início com um filme dos anos sessenta, feito imediatamente antes da Revolução Cultural, altura em que este ramo de produção foi o único a permanecer ativo. É um mergulho num universo único, que iremos continuar a revelar no futuro próximo.

 
21/04/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Encontro Cinema e Educação

Em colaboração com Os Filhos de Lumière – Associação Cultural
Selskaya Uchitelnitsa
“A Professora da Aldeia”
de Mark Donskoy
com Vera Maretskaia, Pavel Olenev, Daniil Sagre
União Soviética, 1947 - 100 min
legendado eletronicamente em português | M/6
Neste filme, realizado num momento não muito fácil para a cinematografia soviética, Mark Donskoi aborda um tema clássico na cinematografia do seu país: o choque entre o velho e o novo: uma professora primária é mandada para uma aldeia na Sibéria, onde reina a mais completa ignorância. Ocorre a Revolução Bolchevique, os anos passam e os alunos tornam-se eles mesmos professores, num filme que exalta as virtudes da educação na construção de uma sociedade. Primeira exibição na Cinemateca.
 
21/04/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – II
Imaculado | Capitão Falcão
duração total da projeção: 122 min | M/12
IMACULADO
de Gonçalo Waddington
com Gonçalo Waddington, Isabel Abreu, Carla Maciel, Helena Oliveira
Portugal, 2013 – 16 min
CAPITÃO FALCÃO
de João Leitão
com Gonçalo Waddington, David Chan Cordeiro, José Pinto, Matamba Joaquim, Carla Maciel
Portugal, 2015 – 106 min

Uma sessão marcada pelo trabalho do ator e realizador de Gonçalo Waddington e, também, pela comédia satírica portuguesa sob direção de João Leitão. IMACULADO, curta-metragem de Waddington, traz-nos o ator num trabalho em tons dramáticos e contidos, onde explora a história de um homem, no interior rural, que vive com uma estranha mudança no seu corpo. CAPITÃO FALCÃO, por sua vez, usa a comédia inspirada no universo “pulp” para trazer a história de um super-herói salazarista e do seu “side-kick” Puto Perdiz, um dupla que luta contra os perigos democráticos e comunistas que ameaçam a vida do regime. Primeiras exibições na Cinemateca.
 
21/04/2017, 22h00 | Sala Luís de Pina
Lubitsch Americano
The Smiling Lieutenant
O Tenente Sedutor
de Ernst Lubitsch
com Maurice Chevalier, Miriam Hopkins, Claudette Colbert, Charlie Ruggles, Elisabeth Patterson
Estados Unidos, 1931 - 89 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Devido a motivos alheios à Cinemateca apenas será possível apresentar o filme THE SMILING LIEUTENANT, de Ernst Lubitsh, na sexta-feira, dia 21 de abril, às 22h. A Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema está ainda a tentar obter autorização para que se realizem novas sessões do filme THE SMILING LIEUTENANT e uma segunda passagem de THE LOVE PARADE, em datas e horas a anunciar.
Neste brilhantíssimo filme, Lubitsch retoma um projeto para o qual a UFA o desafiara anos antes, adaptando uma opereta de Strauss (Ein Walzertraum, 1907). Maurice Chevalier, em trio com Claudette Colbert e Miriam Hopkins (esta última no primeiro dos seus três Lubitsch), é um aristocrático e galante tenente de cavalaria de um imaginário reino da Europa Central, apaixonado por uma violinista, mas forçado a casar com uma princesa. A intriga triangular está associada à diferença social dos seus dois vértices femininos, e propõe uma reflexão demolidora sobre o sexo temperada pela elegância, as elipses e os subentendidos da mise-en-scène. Foi a propósito de THE SMILING LIEUTENANT que Billy Wilder referiu o “Lubitsch touch” como o uso elegante da piada suprema: “Tínhamos direito a uma piada, que nos fazia sentir satisfeitos, e por cima dela surgia uma piada ainda maior. A piada de que não estávamos à espera.”