agosto de 2017
dstqqss
303112345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
3456789
Ciclos
Pesquisa
CICLO
Cinema Português: Novos Olhares – II


Continuam as sessões sobre os novos olhares do cinema português, uma escolha de várias propostas criativas, em diferentes géneros e formatos, que nos mostra a efervescência e a diversidade de um cinema que tem recebido, ano após ano, um interesse crescente por parte do público nacional e estrangeiro (tanto em mostras nacionais como por recorrentes prémios em festivais internacionais de cinema). Organizamos também, este mês, o primeiro debate sobre os filmes já exibidos, e os caminhos por eles apontados, no dia 3 de abril, às 18h30, na sala M. Félix Ribeiro, uma discussão que se irá prolongar em dois outros encontros, em maio e junho, onde propomos discutir, com a presença de vários realizadores deste Ciclo, os rumos e a vitalidade que o cinema português tem oferecido nos últimos anos.
 
 
03/04/2017, 18h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – II

Debate
 
04/04/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – II

O Dom das Lágrimas | John From
duração total da projeção: 122 min | M/12
05/04/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – II

Plutão | A Guest + A Host = A Ghost | Infinito | Aula de Condução | Pedro
duração total da projeção: 92 min | M/14
07/04/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – II

Rio Corgo
de Sérgio da Costa, Maya Kosa
Suíça, Portugal, 2015 - 95 min | M/12
17/04/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – II

Homenagem a Quem não tem Onde Cair Morto | Quatro Horas Descalço | Antero | Luminita | Brother
duração total da projeção: 97 min | M/12
03/04/2017, 18h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – II
Debate
Primeiro dos debates sobre os filmes do Ciclo já exibidos, e os caminhos por eles apontados. A discussão prolongar-se-á em dois outros encontros, em maio e junho, propondo a discussão dos rumos e a vitalidade que o cinema português tem oferecido nos últimos anos. Entrada livre mediante levantamento de ingressos na bilheteira.
 
04/04/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – II
O Dom das Lágrimas | John From
duração total da projeção: 122 min | M/12
Com a presença de João Nicolau
O DOM DAS LÁGRIMAS
de João Nicolau
com Ana Sofia Ribeiro, Filipe Mesquita, Frederico NS, Helena Carneiro, Lígia Soares, Nuno Rodrigues, Sandra Marcos
Portugal, 2012 – 27 min
JOHN FROM
de João Nicolau
com Júlia Palha, Clara Riedenstein, Filipe Vargas, Leonor Silveira, Adriano Luz
Portugal, França, 2015 – 95 min

Dois trabalhos recentes de João Nicolau que mostram um universo de fantasia e histórias de amor, feitas de música e fábulas, ancorado na nossa realidade. O DOM DAS LÁGRIMAS (primeira exibição na Cinemateca) foi um dos vários trabalhos produzidos, dentro do cinema português, para Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura, um olhar inspirado pelo seu contacto com a cidade. JOHN FROM, por sua vez, é a mais recente estreia do realizador, um regresso ao seu bairro de Telheiras, em Lisboa, através da vida e das fantasias de uma jovem adolescente que se apaixona por um fotógrafo mais velho e as histórias de viagens e aventuras que ele lhe inspira.
 
05/04/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – II
Plutão | A Guest + A Host = A Ghost | Infinito | Aula de Condução | Pedro
duração total da projeção: 92 min | M/14
Com a presença de Jorge Jácome, André Santos e Marco Leão
PLUTÃO
de Jorge Jácome
com David Cabecinha, Joana de Verona
Portugal, 2013 – 30 min
A GUEST + A HOST = A GHOST
de Jorge Jácome
com David Cabecinha, Jorge Jácome, Marta Simões, Faye Mullen, Marco da Silva Ferreira
França, 2015 – 15 min
INFINITO
de André Santos, Marco Leão
com Adriana Bolito, Maria Bolito Xavier
Portugal, 2011 – 10 min
AULA DE CONDUÇÃO
de André Santos, Marco Leão
com Maria João Pinho, João Soares dos Reis
Portugal, 2015 – 17 min
PEDRO
de André Santos, Marco Leão
com Filipe Abreu, João Villas-Boas, Marcello Urgeghe, Rita Durão
Portugal, 2016 – 20 min

O interesse multidisciplinar de Jorge Jácome (cinema, vídeo, dança) tem criado uma carreira singular no jovem cinema português: a exploração de narrativas tanto clássicas (PLUTÃO) como experimentais (A GUEST + A HOST = A GHOST) que se unem aos moldes da ficção científica para explorar as zonas sentimentais e sensoriais das suas personagens. André Santos e Marco Leão (INFINITO, AULA DE CONDUÇÃO e PEDRO) exploram, em tons mais realistas, os motivos que unem e separam as relações de amor e de família, fazendo, da intimidade, um lugar de cinema por excelência. Todos os filmes têm a sua primeira exibição na Cinemateca.
 
07/04/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – II
Rio Corgo
de Sérgio da Costa, Maya Kosa
Suíça, Portugal, 2015 - 95 min | M/12
Com a presença de Sérgio da Costa e Maya Kosa
RIO CORGO é um olhar que junta realidade e fantasia na hora de retratar a vida de Sr. Silva, um vagabundo que habita uma aldeia do Douro e que conhece uma jovem adolescente com quem estabelece uma relação de amizade. A primeira longa-metragem da dupla luso-suíça Sérgio da Costa e Maya Kosa, inspirada na vida e ficção do seu protagonista, transporta, também, alguns ares de western português para dentro da sua realidade, um conjunto de ingredientes que mereceu em 2015, no doclisboa, o prémio de Melhor Documentário Português. Primeira exibição na Cinemateca.
 
17/04/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – II
Homenagem a Quem não tem Onde Cair Morto | Quatro Horas Descalço | Antero | Luminita | Brother
duração total da projeção: 97 min | M/12
Com a presença de Ico Costa, André Marques e Andresa Soares
HOMENAGEM A QUEM NÃO TEM ONDE CAIR MORTO
de Patrick Mendes
com Andresa Soares, João Paulo Santos, José Manuel Rodrigues
Portugal, 2011 – 25 min
QUATRO HORAS DESCALÇO
de Ico Costa
com Sérgio Costa
Portugal, 2012 – 15 min
ANTERO
de Ico Costa
com Cláudio da Silva, Helder Pechorro Correia, Nádia Cardoso
Portugal, 2014 – 21 min
LUMINITA
de André Marques
Portugal, Roménia, 2013 – 20 min
BROTHER
de André Marques
Portugal, França, 2016 – 16 min

Uma sessão que junta aproximações ao clima de terror, suspense e géneros vizinhos no cinema português. HOMENAGEM A QUEM NÃO TEM ONDE CAIR MORTO, de Patrick Mendes, é um dos vários trabalhos de um dos cineastas que tem explorado, com maior eficiência, esse território dramático e estético. Ico Costa, realizador que tem trabalhado, entre os campos da ficção e do documentário, diferentes registos dramáticos, exibe, em QUATRO HORAS DESCALÇO e ANTERO, histórias de fugitivos e vinganças, enquanto André Marques, também com um olhar multifacetado, traz-nos, em LUMINITA, uma viagem de luto entre dois irmãos, e, com BROTHER, o seu trabalho mais recente. Primeiras exibições na Cinemateca.