abril de 2019
dstqqss
31123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829301234
567891011
PROGRAMA
Ciclos
Pesquisa
29/04/2019, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a 12ª Festa do Cinema Italiano: Nanni Moretti
Habemus Papam
Habemus Papam – Temos Papa
de Nanni Moretti
com Michel Piccoli, Nanni Moretti, Renato Scarpa, Jerzy Stuhr
França, Itália, 2011 - 105 min
legendado em português | M/12
Obra especial na carreira de Nanni Moretti, e que evoca aquilo que Manoel Oliveira já fizera, com o mesmo ator, em JE RENTRE À LA MAISON / VOU PARA CASA, Michel Piccoli interpreta o papel de um Papa recém-nomeado, após avanços e recuos na votação dentro do Vaticano, que encontra enormes dificuldades em assumir o papel da “personagem”, decidindo fugir e aventurar-se, fora do perímetro do Vaticano, entre os “comuns mortais”. Na sua ausência, Moretti, no papel de um psicanalista, tenta conversar com Sua Santidade e impor alguma terapia de exercício físico e desportivo entre os cardeais. Primeira exibição na Cinemateca.
 
29/04/2019, 18h30 | Sala Luís de Pina
European Short Cut

Em colaboração com Os Filhos de Lumière Associação Cultural
Rafa + Mindenki
duração total da projeção: 50 min
RAFA (2012)
de João Salaviza
25 minutos
Portugal
Rafa conta a história de um rapaz de 13 anos que deixa a sua casa nos subúrbios e ruma a Lisboa, em busca da mãe que não regressou na noite anterior.
MINDENKI (2016)
de Kristóf Deák
25 minutos
Hungria
Budapeste, Hungria, 1990. Inspirado numa história real, acompanha um aclamado coro escolar e uma menina recém-chegada à classe, que está prestes a descobrir o terrível segredo por trás da sua fama.

 
29/04/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com os Encontros Cinematográficos: Billy Woodberry

Em colaboração com a 9ª Edição dos Encontros Cinematográficos no Fundão
The Pocketbook | Bless Their Little Hearts
duração total da projeção: 91 min | M/12
com a presença de Billy Woodberry
THE POCKETBOOK
de Billy Woodberry
com Simi Nelson, Ray Cherry, David Jenkins, Al Williams, Christopher Thompson, Philip Weatherspoon
Estados Unidos, 1980 – 11 min / legendado eletronicamente em português do Brasil
BLESS THEIR LITTLE HEARTS
de Billy Woodberry
com Kaycee Moore, Nate Hardman, Angela Burnett, Ronald Burnett, Kimberley Burnett
Estados Unidos, 1984 – 80 min / legendado eletronicamente em português do Brasil

Com argumento e fotografia de Charles Burnett, a primeira longa-metragem de Billy Woodberry é um título fundamental do cinema independente americano. E uma obra indissociável da “L.A. Rebellion”, termo que consagrou o trabalho do grupo de cineastas afro-americanos saídos da UCLA entre as décadas de sessenta e oitenta. BLESS THEIR LITTLE HEARTS foi realizado no contexto da UCLA (depois estreado em 1984) e protagonizado por Kaycee Moore, atriz de KILLER OF SHEEP (Burnett, 1978): um retrato da vida de uma família do bairro de Watts, no sul de Los Angeles, afetada pelas consequências devastadoras das suas duras condições, que são temperadas pelo sentido de humor. Num luminoso preto e branco, é um filme de rara intensidade. “A sua poesia reside na exaltação dos pormenores do quotidiano” (Jim Ridley, The Village Voice). THE POCKETBOOK é o primeiro filme em 16 mm concluído por Billy Woodberry, a partir da adaptação do conto Thank You, M’am, de Langston Hughes e com música de Leadbelly, Thelonious Monk e Miles Davis: depois de uma tentativa frustrada de roubar uma mala de senhora, um rapazinho questiona o caminho da sua vida. A apresentar em cópias digitais.
 
29/04/2019, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Povos em Movimento – Migração, Exílio, Diáspora (II)
Asylrecht | Flüchtlinge Helfen Sicht Selbst | Lasst uns Auch Leben
duração total da projeção: 78 minutos
legendados eletronicamente em português | M/12
Ao contrário do anunciado o filme LASST UNS AUCH LEBEN, de Günther Rittau, não será apresentado nesta sessão, dado que a cópia do filme que nos chegou não está em condições de ser projetada.
ASYLRECHT
“Direito de Asilo”
de Rudolf Werner Kipp
FLÜCHTLINGE HELFEN SICHT SELBST
 “Os Refugiados Auxiliam-se”
de Peter Patty
LASST UNS AUCH LEBEN
“Deixem-nos Viver Também”
de Günther Rittau
República Federal da Alemanha, 1949, 1951, 1952 – 42, 17 e 19 min

Um programa composto por três raríssimos documentários, proposto por Olaf Möller, que o apresenta assim: “Até certo ponto, este é um programa de meta-cinema: um filme de duração média e duas curtas-metragens, realizados em três estilos diferentes, que mostram o que pode ser feito com a imagem dos imigrantes numa situação política que está sempre a mudar…” Primeiras exibições na Cinemateca.