agosto de 2022
dstqqss
31123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910
Ciclos
Pesquisa
CICLO
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado


A  Cinemateca já dedicou, corria o ano de 2006, um vasto ciclo e catálogo dedicados a essa figura imensa da cultura europeia do século XX que foi Pier Paolo Pasolini. Mas uma obra tão extensa, tão pujante e tão febril como a dele, desenrolada em diversas áreas de ação (e naturalmente, muito para lá do cinema), corre o risco de ser inesgotável. No ano do centenário do seu nascimento, sem voltar a repetir uma retrospetiva do seu trabalho como realizador, impunha-se voltar a essa obra, e investigar os outros modos da relação de Pasolini com o cinema, e do cinema com Pasolini. O ciclo que apresentamos tem, assim, duas vertentes. Por um lado, filmes que contaram com a participação ativa de Pasolini (como argumentista, produtor, ator ou – no caso de UNA VITA VIOLENTA – inspirador), obras onde se contam algumas raridades (como MILANO NERA), e onde é fascinante procurar os traços da sua presença, detetar o que ele trouxe ao universo de outros realizadores. Por outro lado, filmes, todos ou quase todos posteriores à sua morte, onde Pasolini se faz ainda uma presença, refletindo a perenidade e a “desesperada vitalidade” (como no poema dele que faz o título do filme de Mario Martone, UNA DISPERATA VITALITÀ) do seu legado. Esta viagem pela influência de Pasolini, que conta com vários filmes inéditos em Portugal, enquadra a apresentação, que não podia também faltar, de alguns dos títulos maiores da sua obra enquanto realizador – uma obra sempre nova, a que talvez possamos corresponder com um olhar novo.
 
 
19/04/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

I Racconti di Canterbury
Os Contos de Canterbury
de Pier Paolo Pasolini
Itália, França, 1972 - 109 min
 
19/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Caro Diario
Querido Diário
de Nanni Moretti
Itália, França, 1993 - 100 min
20/04/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Ignoti alla Città | Il Pratone del Casilino
duração total da projeção: 54 min
20/04/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Manon: Finestra 2 | IL Prigionero della Montagna
duração total da sessão: 114 minutos
20/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Il Decameron
Decameron
de Pier Paolo Pasolini
França, Itália, 1971 - 110 min
19/04/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
I Racconti di Canterbury
Os Contos de Canterbury
de Pier Paolo Pasolini
com Hugh Griffith, Josephine Chaplin, Laura Betti, Ninetto Davoli
Itália, França, 1972 - 109 min
legendado em português | M/16
O segundo “volume” da “trilogia da vida” foi dedicado a Chaucer e aos Contos de Cantuária. Mas o que era alegria no IL DECAMERON e será erotismo “total” em AS MIL E UMA NOITES, assume neste filme aspetos grotescos. Pasolini, que faz o papel do próprio Chaucer, contou “estas histórias unicamente pelo prazer de contá-las. O prazer de contar histórias implica uma certa liberdade com aquilo que se narra. A história deste filme é estritamente de fantasia, por isso tive que esquecer Chaucer para poder fazer do filme um jogo com as minhas fantasias pessoais”.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
19/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Caro Diario
Querido Diário
de Nanni Moretti
com Nanni Moretti, Giovanna Bozzolo, Sebastiano Nardone, Antonio Petrocelli
Itália, França, 1993 - 100 min
legendado em português | M/12
Este é o filme em que Moretti circula por Roma na sua vespa, insurgindo-se contra a destruição do espírito da cidade que se perdeu na vulgarização de subúrbios dormitório, para desembocar numa peregrinação-
-tributo a Pasolini. O primeiro episódio de CARO DIARIO, “Na Vespa” é sucedido de “As Ilhas” (por onde paira a referência a Rossellini) e do mais burlesco “Os Médicos”. CARO DIARIO é um olhar morettiano sobre a Itália contemporânea e possivelmente o filme mais popular do realizador.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
20/04/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Ignoti alla Città | Il Pratone del Casilino
duração total da projeção: 54 min
legendados eletronicamente em português | M/16
IGNOTI ALLA CITTA
de Cecilia Mangini
Itália, 1958 - 11 min

IL PRATONE DEL CASILINO
“O Prado de Casilino”
de Giuseppe Bertolucci
Itália, 1996 - 43 min

IL PRATONE DEL CASILINO parte da adaptação teatral de um trecho de Petróleo, a última obra narrativa de Pasolini. O monólogo adaptado é o Apontamento 55 do livro, no qual o protagonista narra as relações sexuais que teve com vinte ragazzi di vita em uma só noite, em troca de algumas liras. Foi encenado pela primeira vez em Roma em 1994, pela companhia La Famiglia delle Ortiche e Giuseppe Bertolucci transcreveu esta montagem cuidadosamente em estúdio. Tudo se concentra no ator, que domina totalmente o texto e o espaço: aqui, os rapazes do povo que habitam os romances, os filmes e a vida de Pasolini não têm rostos nem corpos, só o protagonista existe e a sua autoflagelação verbal ilustra a amargura e o desespero de Pasolini no seu período final.  A abrir a sessão, e também remetendo para o universo de Pasolini (mais concretamente para o seu primeiro romance, Ragazzi di vita), uma das três curtas-metragens documentais que Cecilia Mangini fez com comentário escrito por Pasolini. IGNOTI ALLA CITTÀ é exibido em cópia digital.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
20/04/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Manon: Finestra 2 | IL Prigionero della Montagna
duração total da sessão: 114 minutos
legendados eletronicamente em português | M/12
MANON: FINESTRA 2
de Ermanno Olmi
Itália, 1955 – 13 min

IL PRIGIONERO DELLA MONTAGNA
de Luis Trenker
com Luis Trenker, Marianne Hold, Robert Freitag
Itália, 1955 – 101 min / legendado eletronicamente em português | M12

O tirolês Luis Trenker foi um dos principais realizadores e intérpretes de um género muito em voga nos anos 30, o “filme de montanha”, praticado à volta das regiões montanhosas alpinas onde se tocavam Itália, Áustria, Suíça e Alemanha. IL PRIGIONERO DELLA MONTAGNA foi um regresso tardio a esses ambientes, com uma história passada na região das Dolomitas, no Tirol italiano, com melodrama e muita paisagem natural. O jovem Pasolini fez parte da equipa de argumentistas mas estava prestes a terminar para ele o tempo do quase anonimato: neste mesmo ano de 1955 publicou o seu romance Ragazzi di Vita, e tudo mudou. Entre 1953 e 1961 Olmi realizou cerca de 40 curtas-metragens para a sociedade elétrica Edisonvolta, entre as quais MANON: FINESTRA 2, em que contou com a colaboração de Pasolini no argumento. Nesses primeiros trabalhos encontramos já o modo de produção artesanal e muitos dos temas futuros de Olmi: as relações entre o campo e a cidade, Milão com as suas contradições, uma abordagem poética da realidade ou os conflitos entre várias gerações. MANON: FINESTRA 2 é exibido em cópia digital. IL PRISIONERO DEGLA MONTAGNA em primeira apresentação na Cinemateca.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
 
20/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Il Decameron
Decameron
de Pier Paolo Pasolini
com Franco Citti, Ninetto Davoli, Pier Paolo Pasolini
França, Itália, 1971 - 110 min
legendado em português | M/16
Com IL DECAMERON, Pasolini inaugura a chamada “Trilogia da Vida” completada por OS CONTOS DE CANTERBURY e AS MIL E UMA NOITES. Adaptando alguns contos de Bocaccio, IL DECAMERON é sem dúvida o filme mais facilmente acessível de Pasolini, realizado quase inteiramente num tom cómico, com elementos próximos do slapstick. Neste filme “alegre, estranhamente alegre”, Pasolini dilui o seu sistema de cinema, de modo deliberado e controlado, para atingir o grande público.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui