agosto de 2022
dstqqss
31123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910
Ciclos
Pesquisa
CICLO
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado


A  Cinemateca já dedicou, corria o ano de 2006, um vasto ciclo e catálogo dedicados a essa figura imensa da cultura europeia do século XX que foi Pier Paolo Pasolini. Mas uma obra tão extensa, tão pujante e tão febril como a dele, desenrolada em diversas áreas de ação (e naturalmente, muito para lá do cinema), corre o risco de ser inesgotável. No ano do centenário do seu nascimento, sem voltar a repetir uma retrospetiva do seu trabalho como realizador, impunha-se voltar a essa obra, e investigar os outros modos da relação de Pasolini com o cinema, e do cinema com Pasolini. O ciclo que apresentamos tem, assim, duas vertentes. Por um lado, filmes que contaram com a participação ativa de Pasolini (como argumentista, produtor, ator ou – no caso de UNA VITA VIOLENTA – inspirador), obras onde se contam algumas raridades (como MILANO NERA), e onde é fascinante procurar os traços da sua presença, detetar o que ele trouxe ao universo de outros realizadores. Por outro lado, filmes, todos ou quase todos posteriores à sua morte, onde Pasolini se faz ainda uma presença, refletindo a perenidade e a “desesperada vitalidade” (como no poema dele que faz o título do filme de Mario Martone, UNA DISPERATA VITALITÀ) do seu legado. Esta viagem pela influência de Pasolini, que conta com vários filmes inéditos em Portugal, enquadra a apresentação, que não podia também faltar, de alguns dos títulos maiores da sua obra enquanto realizador – uma obra sempre nova, a que talvez possamos corresponder com um olhar novo.
 
 
08/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Ostia
de Sergio Citti
Itália, 1970 - 98 min
 
09/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Marisa la Civetta
Rosa de Fogo
de Mauro Bolognini
Itália, Espanha, 1957 - 81 min
11/04/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

La Notte Brava
de Mauro Bolognini
Itália, 1959 - 94 min
11/04/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Le Notti di Cabiria
As Noites de Cabíria
de Federico Fellini
Itália, 1957 - 117 min
11/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Mamma Roma
Mamma Roma
de Pier Paolo Pasolini
Itália, 1962 - 103 min
08/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Ostia
de Sergio Citti
com Laurent Terzieff, Franco Citti, Anita Saunders, Ninetto Davoli
Itália, 1970 - 98 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Sergio Citti (1933-2005) foi amigo e colaborador de Pasolini, a quem serviu de guia e “léxico vivo” nos subúrbios proletários de Roma nos anos 50 e de quem foi próximo até ao fim. O seu irmão Franco foi o intérprete principal de ACCATONE e EDIPO RE e coprotagonista de OSTIA. Este foi o primeiro dos doze filmes que Sergio Citti realizou, com argumento escrito por ele e Pasolini. História de dois irmãos que vivem numa barraca, à margem da sociedade, OSTIA é um filme “minimalista”, quase ritualizado.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
09/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Marisa la Civetta
Rosa de Fogo
de Mauro Bolognini
com Marisa Allasio, Renato Salvatori, Francisco Rabal
Itália, Espanha, 1957 - 81 min
legendado eletronicamente em português | M12
Primeiro encontro de Pasolini (como argumentista) com Mauro Bolognini, para uma colaboração que se repetiria em vários dos filmes seguintes do realizador de MARISA LA CIVETTA. Que até é um filme onde se notam alguns dos interesses temáticos de Pasolini, a partir do contexto social em que a narrativa se desenrola, as classes e os bairros populares de Civitavecchia, nos arredores de Roma. A protagonista é uma vendedora de bebidas na estação de comboios de Civitavecchia, alvo de cobiça amorosa por parte dos homens e rapazes que ali trabalham ou passam todos os dias. Uma “comédia leve mas não estúpida”, como a definiu um crítico italiano. A exibir em cópia digital. Primeira apresentação na Cinemateca.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
11/04/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
La Notte Brava
de Mauro Bolognini
com Jean-Claude Brialy, Anna Maria Ferrero, Franco Interlenghi, Laurent Terzieff
Itália, 1959 - 94 min
legendado em inglês e eletronicamente em português | M/12
Antes de passar à realização, Pasolini colaborou no argumento de filmes de Mario Soldati, Carlo Lizzani, Fellini e sobretudo Mauro Bolognini. Pasolini considerava o argumento de LA NOTTE BRAVA, baseado no seu romance Ragazzi di vita (publicado em Portugal com o título Vadios) como “o meu primeiro argumento inteiramente meu”. O filme transpõe um capítulo do livro, em que um grupo de jovens, depois de um roubo bem-sucedido, passa a noite a percorrer Roma, usufruindo do produto do roubo. Mas a realização de Bolognini, embora de boa qualidade, se comparada à de ACCATTONE, que Pasolini realizaria dois anos depois, mostra a distância que separa o cinema “regular” e com vedetas daquilo que viria a fazer Pasolini. A exibir em cópia digital.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
11/04/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Le Notti di Cabiria
As Noites de Cabíria
de Federico Fellini
com Giulietta Masina, François Périer, Franca Marzi, Amedeo Nazzari
Itália, 1957 - 117 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Um dos filmes mais amados de Fellini (com colaboração de Pasolini no argumento), que mostra as aventuras e desventuras de uma prostituta romana, que nunca perde a fé nos milagres divinos e no milagre do amor, é sempre vencida, mas não desiste. Cabíria, a mais chapliniana das criaturas de Fellini, misto de títere e personagem de melodrama (a cena do seu desengano, no desenlace, é profundamente emocional), também é um dos mais célebres papéis de Giulietta Masina e aquele com que ela mais se identificou. André Bazin escreveu que LE NOTTI DI CABIRIA “rematava” o neorealismo, “ultrapassando-o numa reorganização poética do mundo”.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
11/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Mamma Roma
Mamma Roma
de Pier Paolo Pasolini
com Anna Magnani, Ettore Garofalo, Franco Citti
Itália, 1962 - 103 min
legendado em português | M/12
Segunda longa-metragem de Pasolini, MAMMA ROMA prolonga as opções de mise-en-scène e o universo de ACCATTONE. Trata-se da história de uma mulher que abandona a prostituição para viver com o filho adolescente, mas tudo terá um fim trágico. Se a primeira parte do filme é marcada pela presença poderosa de Anna Magnani (que se entusiasmara por ACCATTONE e quis trabalhar com Pasolini), a segunda concentra-se no filho, encarnado por um ator amador. O filme fecha o período da obra de Pasolini que reata com alguns elementos do neorrealismo, que ele considerava “o primeiro ato de consciência crítica” do cinema italiano. A exibir em cópia digital.

conslte a FOLHA DA CINEMATECA aqui