agosto de 2022
dstqqss
31123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910
Ciclos
Pesquisa
CICLO
Ervas: Yasujiro Ozu Visto por João Miguel Fernandes Jorge e Rui Vasconcelos


A  história deste regresso da Cinemateca a Ozu é a história de uma já longa conversa entre artes. 15 anos depois de um ciclo, um livro e uma exposição que tomavam como ponto de partida o ORDET de Dreyer, e 13 depois de um tríptico semelhante inspirado pelo PICKPOCKET de Bresson, o que agora se concretiza é mais um desses diálogos, feitos de reiterações e variações, e novamente com o poeta João Miguel Fernandes Jorge como “instigador”. As primeiras exibições de filmes de Ozu na Europa ocorreram nos finais dos anos 50, quando a sua obra estava quase a terminar (o seu último filme estreou em 1962, um ano antes da morte do realizador). As primeiras grandes retrospetivas no Ocidente datam dos anos 70. Em Portugal, foi revelado num ciclo de onze filmes na Fundação Calouste Gulbenkian, em julho de 1980. Na Cinemateca, os seus filmes têm sido regularmente apresentados, desde 1982 (data em que foi mostrado KAZE NO NAKA NO MENDORI (“Uma Galinha no Vento”, 1948), tendo sido apresentada uma retrospetiva integral em 1998. Com base no trabalho então feito, em 1999 foi editado Yazujiro Ozu, As Folhas da Cinemateca. Em junho de 2022 a Cinemateca volta a Ozu, com uma iniciativa mais lata, que inclui uma exposição de pintura e desenho de Rui Vasconcelos, uma edição de poemas e outros textos originais de João Miguel Fernandes Jorge (num livro com grafismo de Rita Azevedo Gomes), e um ciclo composto por sete filmes com dois títulos dos anos 1930 e cinco da esplendorosa fase final da obra do realizador japonês.
 
 
22/06/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Ervas: Yasujiro Ozu Visto por João Miguel Fernandes Jorge e Rui Vasconcelos

Hitori Musuko
“Filho Único”
de Yasujiro Ozu
Japão, 1936 - 83 min
 
23/06/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Ervas: Yasujiro Ozu Visto por João Miguel Fernandes Jorge e Rui Vasconcelos

Samma no Aji
O Gosto do Saké
de Yasujiro Ozu
Japão, 1962 - 113 min
22/06/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ervas: Yasujiro Ozu Visto por João Miguel Fernandes Jorge e Rui Vasconcelos
Hitori Musuko
“Filho Único”
de Yasujiro Ozu
com Choko Iida, Schinichi Himori, Yoshida Tsubouchi
Japão, 1936 - 83 min
legendado em francês e eletronicamente em português | M/12
HITORI MUSUKO é o filme que marca a tardia e definitiva chegada do som ao cinema de Ozu. Filme esplêndido, que anuncia as obras-primas da fase final do mestre, trata-se da história de uma mulher que conseguiu educar o filho com muitos sacrifícios, mas que tem a tristeza de constatar que, apesar das suas qualidades, ele não conseguiu “vencer na vida”. Trata-se também de um filme extremamente amargo e sombrio. A apresentar em cópia digital.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
23/06/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ervas: Yasujiro Ozu Visto por João Miguel Fernandes Jorge e Rui Vasconcelos
Samma no Aji
O Gosto do Saké
de Yasujiro Ozu
com Shima Iwashita, Shinichiro Mikami, Keiji Sada, Chishu Ryu
Japão, 1962 - 113 min
legendado em português | M/12
Foi o último filme de Yasujiro Ozu e é uma nova variação sobre uma história de separação familiar em reflexão nostálgica sobre o começo do “inverno da vida”. É também a sua celebração e a despedida ao “gosto do saké”, onde cabe toda a memória do passado e dos “bons tempos”. Profundamente comovente, SAMMA NO AJI é um dos mais perfeitos filmes de Ozu, aquele onde a depuração do seu estilo atinge níveis supremos. A exibir em versão digital.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui