agosto de 2022
dstqqss
31123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910
Ciclos
Pesquisa
CICLO
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado


A  Cinemateca já dedicou, corria o ano de 2006, um vasto ciclo e catálogo dedicados a essa figura imensa da cultura europeia do século XX que foi Pier Paolo Pasolini. Mas uma obra tão extensa, tão pujante e tão febril como a dele, desenrolada em diversas áreas de ação (e naturalmente, muito para lá do cinema), corre o risco de ser inesgotável. No ano do centenário do seu nascimento, sem voltar a repetir uma retrospetiva do seu trabalho como realizador, impunha-se voltar a essa obra, e investigar os outros modos da relação de Pasolini com o cinema, e do cinema com Pasolini. O ciclo que apresentamos tem, assim, duas vertentes. Por um lado, filmes que contaram com a participação ativa de Pasolini (como argumentista, produtor, ator ou – no caso de UNA VITA VIOLENTA – inspirador), obras onde se contam algumas raridades (como MILANO NERA), e onde é fascinante procurar os traços da sua presença, detetar o que ele trouxe ao universo de outros realizadores. Por outro lado, filmes, todos ou quase todos posteriores à sua morte, onde Pasolini se faz ainda uma presença, refletindo a perenidade e a “desesperada vitalidade” (como no poema dele que faz o título do filme de Mario Martone, UNA DISPERATA VITALITÀ) do seu legado. Esta viagem pela influência de Pasolini, que conta com vários filmes inéditos em Portugal, enquadra a apresentação, que não podia também faltar, de alguns dos títulos maiores da sua obra enquanto realizador – uma obra sempre nova, a que talvez possamos corresponder com um olhar novo.
 
 
14/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Il Bell’Antonio
O Belo António
de Mauro Bolognini
Itália, França, 1960 - 102 min
 
18/04/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Il Ragazzo Motore | Requiescant
duração total da projeção: 117 min
18/04/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

La Commare Secca
“A Mulher Descarnada”
de Bernardo Bertolucci
Itália, 1962 - 92 min
18/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

La Ragazza in Vetrina
de Luciano Emmer
Itália, 1961 - 92 min
19/04/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado

Pasolini – Un Delitto Italiano
de Marco Tullio Giordana
Itália, 1995 - 100 min
14/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Il Bell’Antonio
O Belo António
de Mauro Bolognini
com Marcello Mastroianni, Claudia Cardinale, Pierre Brasseur
Itália, França, 1960 - 102 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Argumento de Pasolini, baseado num romance de Vitaliano Brancati. Um retrato satírico dos costumes da Sicília, com especial ênfase na sexualidade. História do casamento do “belo António” (Marcello Mastroianni) com Barbara (Claudia Cardinale), casamento que ele nunca consegue consumar, naquele que é, porventura, o melhor filme de Bolognini.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
18/04/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Il Ragazzo Motore | Requiescant
duração total da projeção: 117 min
legendados eletronicamente em português | M/12
IL RAGAZZO MOTORE
de Paola Faloja
com narração de Pier Paolo Pasolini
Itália, 1967 – 11 min

REQUIESCANT
Os Assassinos Também Choram
de Carlo Lizzani
com Lou Castel, Mark Damon, Pier Paolo Pasolini
Itália, 1967 – 106 min

Realizado por Paola Faloja (1933-2013), autora que entre muitas outras atividades (foi atriz, escritora, escultora) dirigiu um punhado de curtas-metragens documentais nos anos 1960, IL RAGAZZO MOTORE tem comentário off escrito e dito por Pier Paolo Pasolini, e centra-se no fascínio pelas “vespas” e motorizadas de um grupo de jovens de um subúrbio romano. REQUIESCANT traz-nos Pasolini na inusitada posição de ator de western spaghetti, num filme onde também colaborou no argumento (embora sem crédito no genérico). Interpreta um padre mexicano, numa história de vingança cheia de ecos sociais e políticos (Carlo Lizzani fora um dos expoentes do neorealismo) que do género do western spaghetti aproveita, sobretudo, as formas e as referências. Entre as personagens secundárias encontramos mais atores vindos do mundo pasoliniano, como Ninetto Davoli e Franco Citti. Primeira apresentação na Cinemateca.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
 
18/04/2022, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
La Commare Secca
“A Mulher Descarnada”
de Bernardo Bertolucci
com Francesco Ruiu, Giancarlo de Rosa, Vincenzo Siccora
Itália, 1962 - 92 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Raramente vista, a primeira longa-metragem de Bernardo Bertolucci, que ainda não completara 22 anos, baseia-se num argumento original de Pasolini, que Bertolucci conhecia desde a adolescência e de quem fora assistente em ACCATTONE. Já envolvido no projeto de MAMMA ROMA, Pasolini sugeriu o nome de Bertolucci, que aceitou “um pouco inconscientemente” e fez um dos seus filmes mais belos. O título do filme (literalmente: “a comadre seca”, ou “a mulher descarnada”) é uma expressão idiomática que significa “a morte”. Os personagens são típicos subproletários do mundo pasoliniano: em Roma, uma prostituta é encontrada morta à beira do Tibre e cada um dos cinco suspeitos conta a sua vida.  A exibir em cópia digital.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
18/04/2022, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
La Ragazza in Vetrina
de Luciano Emmer
com Lino Ventura, Bernard Fresson, Magali Noël, Marina Vlady, Giulio Mancini
Itália, 1961 - 92 min
legendado eletronicamente em português | M/12
LA RAGAZZA IN VETRINA foi o filme que interrompeu abruptamente a obra no cinema de Luciano Emmer num momento que devia ter sido de renovação de fôlego – alvo de censura, acabou por resultar no afastamento de Emmer, que então se dedicou a telefilmes e filmes publicitários para televisão. A história evoca as duras condições de trabalho dos emigrantes italianos nas minas belgas e holandesas seguindo as personagens de dois mineiros solitários até Amesterdão, cidade em que estes se encontram com duas raparigas que ganham a vida a partir das montras de rua do “red light district”. O eixo narrativo do filme compõe-se no movimento que vai do plano geral social (que ocupa uma primeira parte sobremaneira dura) ao plano particular das vidas de personagens comuns. “A unidade de tempo e a ideia da viagem envolvendo encontros impossíveis (DOMENICA D’AGOSTO, PARIGI È SEMPRE PARIGI) adota agora um sabor documental e uma profunda amargura” (Emiliano Morreale, referindo o filme no contexto da obra de Emmer). A exibir em cópia digital.
consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
19/04/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Festa do Cinema Italiano: Pasolini Revisitado
Pasolini – Un Delitto Italiano
de Marco Tullio Giordana
com Carlo de Filippi, Nicoletta Braschi, Toni Bertorelli
Itália, 1995 - 100 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Vinte anos depois da morte de Pier Paolo Pasolini, Marco Tullio Giordana (conhecido em Portugal por A MELHOR JUVENTUDE) encontrava o recuo para investigar a marca por ele deixada na sociedade italiana. A âncora do filme é a traumática morte de Pasolini, e a reconstituição do julgamento do jovem acusado de o ter assassinado. Através dos depoimentos e das provas, e da relação da justiça com os acontecimentos, Giordana compõe uma espécie de mosaico das atitudes e perspetivas italianas para com Pasolini, ao mesmo tempo que enquadra a história na turbulência que foram os anos 1970 de Itália. Primeira apresentação na Cinemateca.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui