19/06/2024, 14h00 | Espaço 39 Degraus
Instalação SEMPRE
Instalação SEMPRE
SEMPRE
A palavra, o sonho e a poesia na rua

Uma instalação de Luciana Fina para os 50 anos do 25 de Abril

De 25 de Abril a 30 Junho

Segunda-feira a sábado das 14h até ao final da última sessão do dia

Entrada livre

Consulte a folha de sala aqui
19/06/2024, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Revisitar o Cinema Novo de Taiwan

Em colaboração com o Taiwan Film and Audiovisual Institute, com o Apoio do Centro Económico e Cultural de Taipei em Portugal
Zui Xiang Nian De Ji Jie
“A Minha Estação Preferida”
de Chen Kun-Hou
com Sylvia Chang, Tsung-Sheng Lee, Ching-Ting Hsia
Taiwan, 1985 - 99 min
legendado em português | M/12
Uma jovem mulher solteira e independente, que mantinha uma relação com um homem casado, acaba de descobrir que está grávida.  Determinada a arranjar um casamento de fachada, procura um homem com quem estabelecer um contrato para um falso matrimónio de um ano. O parceiro perfeito para o tal projeto parece ser um jovem rapaz solteiro que tem medo de se relacionar com mulheres. 

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
19/06/2024, 18h30 | Sala Luís de Pina
Realizadores Convidados: Regina Guimarães & Saguenail
Sessão "Paisagens 1"
duração total da projeção: 123 min | M/12
Com a presença de Regina Guimarães e Saguenail
TRONCO E NU
de Regina Guimarães
Portugal, 2007 - 12 min

L’ÉTERNEL DÉPART
de Saguenail
Portugal, 2010 - 32 min

CADERNO DOS MUROS
de Regina Guimarães
Portugal, 2019  - 11 min

ELO
de Alexandra Ramires
Portugal, 2020 - 11 min

PARTIE DE CAMPAGNE
de Jean Renoir
França, 1936-46 - 40 min / legendado em português

A CAÇA
de Manoel de Oliveira
Portugal, 1964 - 21 min

Uma sessão sobre a paisagem que é também sobre a mistura do corpo com essa paisagem. O antropomorfismo ganha uma dimensão memorial fortíssima em L’ÉTERNEL DÉPART, e todos os filmes, em sequência, permitem perceber a diferença no olhar e no método de Regina Guimarães e Saguenail. Termina com dois clássicos: PARTIE DE CAMPAGNE (que vale a pena rever em contacto com os outros filmes) e o ácido A CAÇA (que termina sempre peremptoriamente qualquer programa). E a fazer a ligação entre as duas partes da sessão, o premiado ELO, animação de Alexandra Ramires, com quem Regina Guimarães colaborou (na escrita do argumento).

consulte a FOLHA DA CINEMATECA de TRONCO & NU, L’ÉTERNEL DÉPART, CADERNO DOS MUROS E DOS RUMOS e ELO aqui

consulte a FOLHA DA CINEMATECA de UNE PARTIE DE CAMPAGNE aqui
 
consulte a FOLHA DA CINEMATECA de A CAÇA aqui
 
19/06/2024, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Que Farei Eu com Esta Espada?
Hands of the Future | The Purple Rose of Cairo
duração total da projeção: 94 min | M/12
Futuro

Com as presenças de Sabrina D. Marques e o Professor José Medeiros
HANDS OF THE FUTURE
de Dan Shoval, Mehdi Jahan e Sabrina D. Marques
Portugal, Israel, Índia, Austrália, 2021 - 12 min

THE PURPLE ROSE OF CAIRO
A Rosa Púrpura do Cairo
de Woody Allen
com Mia Farrow, Jeff Daniels, Danny Aiello, Irwing Metzman, Stephanie Farrow
Estados Unidos, 1985 - 82 min / legendado em português

HANDS OF THE FUTURE é um video-ensaio sobre o recurso à quiromancia (leitura da palma da mão) na História do cinema. Fragmentos de dezenas de filmes (incluindo vários títulos nacionais – um dos autores é a realizadora portuguesa Sabrina D. Marques) constroem uma meta-narrativa sobre os traumas do passado e os destinos de amanhã. A curta-metragem é apresentada em diálogo com THE PURPLE ROSE OF CAIRO, um dos filmes mais celebrados de Woody Allen. A ação decorre nos primeiros anos do cinema sonoro, Mia Farrow é uma espectadora de cinema apaixonada pelo galã de um filme que a faz esquecer a sua desapaixonada vida real. Mas o amor é recíproco, e é, desta vez, um ator que sai da tela para ir ao encontro da realidade. Romantismo e cinefilia nesta homenagem ao imaginário popular do cinema e aos seus poderes de identificação, projeção e transformação. HANDS OF THE FUTURE é uma primeira apresentação na Cinemateca.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
19/06/2024, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
O Que Quero Ver
Blow Out
Explosão
de Brian De Palma
com John Travolta, Nancy Allen, John Lithgow
Estados Unidos, 1981 - 106 min
legendado em português | M/12
O thriller de De Palma protagonizado por Travolta explora a questão da culpa e do voyeurismo. O protagonista é um sonoplasta de cinema que capta acidentalmente provas de um crime. Tematicamente, escreveu-se no New York Times, BLOW OUT “diz exclusivamente respeito às mecânicas do cinema [com] uma absoluta preocupação com o próprio filme enquanto meio no qual o estilo é o conteúdo”.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui