20/06/2024, 14h00 | Espaço 39 Degraus
Instalação SEMPRE
Instalação SEMPRE
SEMPRE
A palavra, o sonho e a poesia na rua

Uma instalação de Luciana Fina para os 50 anos do 25 de Abril

De 25 de Abril a 30 Junho

Segunda-feira a sábado das 14h até ao final da última sessão do dia

Entrada livre

Consulte a folha de sala aqui
20/06/2024, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Que Farei Eu com Esta Espada?
Eternal Sunshine of the Spotless Mind
O Despertar da Mente
de Michel Gondry
com Jim Carrey, Kate Winslet, Elijah Wood, Mark Ruffalo, Kirsten Dunst
Estados Unidos, 2004 - 108 min
legendado em português | M/12
Futuro
Joel (Jim Carrey) descobre que a namorada Clementine (Kate Winslet) o apagou da memória, a ele e à relação tumultuosa de ambos. Joel contacta então o inventor do processo para também ele remover a ex-namorada da sua mente. Só que, à medida que as suas memórias vão sendo apagadas, Joel redescobre o seu amor por Clementine e torna-se óbvio que ela não lhe vai “sair da cabeça” assim tão facilmente. ETERNAL SUNSHINE OF THE SPOTLESS MIND, a segunda longa-metragem de Michel Gondry, a partir de um argumento de Charlie Kaufman (o argumentista de BEING JOHN MALKOVICH), transformou-se num filme de culto. Uma fábula agridoce sobre a inevitabilidade do passado como assombração do futuro. Primeira apresentação na Cinemateca.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
20/06/2024, 18h30 | Sala Luís de Pina
Realizadores Convidados: Regina Guimarães & Saguenail
Sessão "O espaço que se torna lugar"
duração total da projeção: 116 min | M/12
Com a presença de Regina Guimarães e Saguenail
À PROPOS DE NICE
de Jean Vigo
França, 1930 - 23 min / mudo, sem intertítulos

BRECHT PARA PRINCIPIANTES
de Saguenail
Portugal, 2015 - 31 min

DISTINTAMENTE
de Saguenail
Portugal, 2021 - 52 min

ORDEM CELESTE DE DESPEJO
de Regina Guimarães
Portugal, 2023 - 10 min

Regressam questões de espaço a este programa, desta vez com filmes que, em conjunto, comentam a construção da cena cinematográfica: a partir do espaço real – Nice transmutada naquele que é o primeiro filme de Jean Vigo; a partir da concisa e delimitada cena teatral em BRECHT PARA PRINCIPANTES, filmado na sede da Qualificar para Incluir cujos utentes e trabalhadores protagonizam o filme; em DISTINTAMENTE a constituição da cena fora do campo; e ORDEM CELESTE DE DESPEJO, o que mais se afasta da construção da cena cinematográfica, ainda assim comenta e reage, convictamente, à lavagem da cena urbana pelo negócio do imobiliário (e faz um raccord direto com aquele que o antecede no modo como filma os objetos da casa – as condições dessa casa, na iminência do despejo, são, contudo, outras).

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
20/06/2024, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Revisitar o Cinema Novo de Taiwan

Em colaboração com o Taiwan Film and Audiovisual Institute, com o Apoio do Centro Económico e Cultural de Taipei em Portugal
Yin Jian Xiang Ma, Chui Gu Chui
“O escavador. O tocador de Suona”
de Ping Ho, Daw-Ming Lee
com Simon Yam, Hsiao-Fen Lu, Ah-Lu Chan
Taiwan, 1988 - 77 min
legendado em português | M/12
Uma longa-metragem dividida em dois segmentos, ambos adaptações de obras do romancista Wan Ben-Hu. Em O Escavador, um grupo de pessoas desfavorecidas decide assaltar o túmulo da mãe de um empresário local, embarcando numa arriscada operação. Já em O tocador de Suona, a família de um homem com nanismo convence uma rapariga a casar-se com ele. Superado o embaraço inicial, o jovem casal começa a conhecer-se gradualmente.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui
20/06/2024, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Que Farei Eu com Esta Espada?
The Witch’s Cradle | Anémic Cinema | Étoile de Mer | Fireworks
duração total (aproximada) da projeção: 50 min | M/12
Liberdade
THE WITCH’S CRADLE
de Maya Deren
com Marcel Duchamp, Pajorita Matta
Estados Unidos, 1943 – 12 min / mudo, sem intertítulos

ANÉMIC CINEMA
de Marcel Duchamp
França, 1926 – 7 min / mudo, sem intertítulos

ÉTOILE DE MER
de Man Ray
com Kiki de Montparnasse, Andrè de la Rivière, Robert Desnos
França, 1928 – 17 min / mudo (versão sonorizada), com intertítulos em francês sem legendas

FIREWORKS
de Kenneth Anger
com Kenneth Anger, Gordon Gray
Estados Unidos, 1947 – 14 min / sem diálogos

Quatro obras que celebram a liberdade das vanguardas por Duchamp, Man Ray, Maya Deren e Kenneth Anger. THE WITCH’S CRADLE (a apresentar em cópia digital) é dos mais conhecidos títulos de Maya Deren, artista maior dos anos 1940 e 50 para quem um filme equivalia à criação de uma experiência; esta sua obra inacabada foi rodada durante uma exposição de arte surrealista do século XX na galeria Peggy Guggenheim. Especialmente admirado por Deren, ANÉMIC CINEMA de Duchamp, feito em colaboração com Man Ray e Marc Allégret e assinado pelo alter ego feminino do artista, Rrose Sélavy, é um ensaio filmado que questiona as próprias regras do cinema, projetando uma experiência cinematográfica de vanguarda dadaísta. ÉTOILE DE MER de Man Ray é um film-flou, de imagens difusas, uma espantosa criação da fase surrealista francesa do artista que privilegia o ato de olhar em imagens de beleza transfigurada. Não raro descrito como um filme experimental homoerótico, FIREWORKS é um dos mais célebres filmes de Anger, marcado pela poesia, o tema do duplo e do desdobramento.

consulte a FOLHA DA CINEMATECA aqui