agosto de 2017
dstqqss
303112345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
3456789
Ciclos
Pesquisa
CICLO
50 Anos da Morte de Leitão de Barros


Falecido no dia 29 de junho de 1967, José Leitão de Barros – nome incontornável da primeira grande geração de realizadores portugueses, que marcou a viragem dos anos vinte para os anos trinta e as primeiras décadas do sonoro – é evocado em duas sessões destes mês de junho: INÊS DE CASTRO (1945), exibido na rubrica “História Permanente do Cinema Português”, e LISBOA, CRÓNICA ANEDÓTICA (1930), cuja projeção é feita neste contexto e ainda a propósito da edição do filme em DVD – mais uma edição da Cinemateca a lançar até ao final do ano.
 
 
28/06/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo 50 Anos da Morte de Leitão de Barros

Lisboa, Crónica Anedótica
de Leitão de Barros
Portugal, 1930 - 120 min
 
28/06/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
50 Anos da Morte de Leitão de Barros
Lisboa, Crónica Anedótica
de Leitão de Barros
com Adelina Abranches, Nascimento Fernandes, Augusto Melo, Teresa Gomes, Beatriz Costa, Vasco Santana, Chaby Pinheiro, Eugénio Salvador
Portugal, 1930 - 120 min
mudo | M/6
Com acompanhamento ao piano por Filipe Raposo
Um dos mais interessantes títulos do cinema mudo português e o mais famoso dos documentários com Lisboa como fundo e personagem. LISBOA, CRÓNICA ANEDÓTICA é uma viagem pela capital portuguesa com apontamentos ficcionados de pendor cómico, descrevendo “como se nasce, vive e morre em Lisboa” no fim dos anos vinte do século XX. Alguns dos mais populares actores da época surgem em pequenas aparições.