CICLO
A Cinemateca com a Monstra: Sessão de Antecipação


No próximo mês de março realiza-se a 23ª edição da MONSTRA, o festival de cinema de animação de Lisboa que decorre desde o ano 2000, e com o qual a Cinemateca tem colaborado nos últimos anos e não apenas durante o evento. Voltamos a associar-nos ao festival, já em fevereiro, através de uma sessão de antecipação em que é apresentada uma seleção de curtas-metragens, nomeadamente do país em foco esta edição do festival (a Irlanda).
 
 
29/02/2024, 19h30 | Sala Luís de Pina
Ciclo A Cinemateca com a Monstra: Sessão de Antecipação

Curtas-Metragens de Animação
duração total da projeção: 62 min
 
29/02/2024, 19h30 | Sala Luís de Pina
A Cinemateca com a Monstra: Sessão de Antecipação
Curtas-Metragens de Animação
duração total da projeção: 62 min
legendado eletronicamente em português | M/12
sessão com apresentação
DO NOT FEED THE PIGEONS
de Antonin Niclass
Reino Unido, 2021 – 9 min

WO ICH WOHNE
“Onde eu vivo”
de Susi Jirkuff
Áustria, 2022 – 11 min

DREAM EXPRESS
de Jimmy Murakami
Reino Unido, 1990 – 5 min

EVANESCENCIA
de Blas Payri
Espanha, 2022 – 5 min

SOMEWHERE DOWN THE LINE
de Julien Regnard
Irlanda, 2014 – 11 min

YOU ARE…
de Mohammand Babakoohi
França, 2023 – 3 min

LATE AFTERNOON
de Louise Bagnall
França, 2023 – 3 min

PARA SABER QUE TE QUIERO
de Katalin Egely
Hungria, Argentina, 2022 – 3 min

TUU-TUU-TIL
de Veronica Solomon
Alemanha, 2023 – 4 min

LEDGE-END OF PHIL
de Paul Ó Muiris
Irlanda, 2014 – 6 min

THERE’S A MONSTER IN MY KITCHEN
de Tom Moore, Fabian Erlinghäuser
Irlanda, 2020 – 2 min

Em DO NOT FEED THE PIGEONS somos transportados para uma estação de autocarros. São duas horas da manhã e, cansados, vários viajantes muito diferentes esperam o último autocarro do dia. Nesse cenário de solidão e aborrecimento, um grupo de pombos presenteia os humanos com uma harmoniosa dança de grupo. EVANESCENCIA explora, numa linguagem abstrata, a natureza evanescente das cores e das formas, e a maneira como esta pode ainda ser explorada, reproduzida e acentuada pela relação imagem-música. No prédio onde vive o protagonista de WO ICH WOHNE parece dar-se um fenómeno peculiar: o seu apartamento vai descendo gradualmente de andar até chegar à cave. Em SOMEWHERE DOWN THE LINE, a vida de um homem desenha-se ao ritmo de uma interminável viagem de carro, composta por abandonos, encontros e reencontros. YOU ARE… é uma história de amizade e amor entre duas pedras que se encontram numa paisagem irreal e caminham juntas até se fundirem numa só. Em LATE AFTERNOON, através de um biscoito caído numa chávena de chá, uma idosa com demência revive as poucas memórias que ainda tem do seu passado, desde a infância até à maternidade. Também PARA SABER QUE TE QUIERO é um filme sobre as relações familiares, uma obra musicada que explora o amor genuíno entre pais e filhos adotivos. TUU-TUU-TIL é o nome de um animal mágico que encarna a leveza dos primeiros anos de infância, as primeiras aventuras de descoberta, mas também os primeiros anseios e desafios. LEDGE-END OF PHIL é a história de Phil, um ansioso trabalhador de escritório que fica preso no parapeito do edifício onde trabalha, e cuja única esperança de salvação parece ser uma gaivota que ficou fechada lá dentro. Em THERE’S A MONSTER IN MY KITCHEN, um jaguar que uma criança encontra na cozinha da sua casa mostra-nos as monstruosidades cometidas pelas grandes multinacionais no seu habitat natural, a floresta. DREAM EXPRESS é também um filme que pretende refletir sobre a conservação do ambiente, realizado no contexto da Expo’90 de Osaka, no Japão, e partindo do seu mote “a coexistência harmoniosa da natureza e da humanidade.”