CICLO
O Primeiro Século do Cinema


Nestes sábados de setembro, percorreremos, como de costume, diversos caminhos do Primeiro Século do Cinema (1895-1995). Poderemos ver ou rever clássicos de Raoul Walsh, Orson Welles, Jean Cocteau, Julien Duvivier, Robert Wise e Luis Buñuel e duas curtas-metragens de propaganda de guerra assinadas por dois mestres do período clássico de Hollywood, John Ford e Frank Capra. Poderemos ainda redescobrir dois filmes esquecidos dos anos setenta e oitenta, assinados por Tony Richardson e Luc Béraud e rever o belo road movie de Chris Petit RADIO ON. Propomos ainda um duplo programa com obras emblemáticas de Andy Warhol e um belíssimo filme de Paul Fejos realizado em 1933, num período de recessão e desemprego que faz eco aos dias que vivemos. Do cinema mudo, que nunca falta a estes sábados, teremos clássicos de Pudovkin, Murnau e King Vidor, além de um raro filme italiano de 1918 com uma das grandes divas da época, Pina Menichelli. No domínio do documentário, no sentido lato do termo, além do já mencionado programa Ford-Capra, um duplo programa com dois clássicos realizados quando a Segunda Guerra Mundial chegou ao fim (A DIARY FOT TIMOTHY e LE RETOUR, em que colaborou Henri Cartier-Bresson), o diário de viagem de Jonas Mekas numa visita à sua Lituânia natal e LAW AND ORDER, de Frederick Wiseman. Finalmente, uma raridade absolutamente “imperdível”: o delirante “O CANTO DA TERRA SIBERIANA”, de Ivan Pyriev, melodrama estalinista cuja história poderia ter sido filmada por Douglas Sirk. Deste modo, procuramos proporcionar ao espectador uma visão de conjunto e de pormenor da História do cinema nos seus primeiros cem anos.

 
08-09-2012, 15h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Ciclo O Primeiro Século do Cinema

The Roaring Twenties
Heróis Esquecidos
de Raoul Walsh
Estados Unidos, 1939 - 106 min
 
08-09-2012, 19h00 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Ciclo O Primeiro Século do Cinema

A Diary for Timothy | Le Retour
duração total da sessão: 73 min
08-09-2012, 19h30 | Sala Luís de Pina
Ciclo O Primeiro Século do Cinema

Mat
A Mãe
de Vsevolod Pudovkin
URSS, 1925 - 87 min
08-09-2012, 21h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Ciclo O Primeiro Século do Cinema

Chimes at Midnight
As Badaladas da Meia Noite
de Orson Welles
Espanha, Suiça, 1966 - 115 min
08-09-2012, 22h00 | Sala Luís de Pina
Ciclo O Primeiro Século do Cinema

Radio On
de Chris Petit
Reino Unido, 1979 - 101 min
08-09-2012, 15h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
O Primeiro Século do Cinema

Setembro 2012
The Roaring Twenties
Heróis Esquecidos
de Raoul Walsh
com James Cagney, Humphrey Bogart, Priscilla Lane
Estados Unidos, 1939 - 106 min
legendado em português

Um filme de gangsters que procura explicar no seu preâmbulo as razões porque muitos homens foram levados ao crime organizado nos Estados Unidos dos anos vinte: após o regresso dos campos de batalha da Primeira Guerra Mundial, foi-lhes recusada qualquer oportunidade de reinserção social. James Cagney é um desses heróis de guerra, agora esquecidos, que a sociedade marginalizou e que aproveita a Lei Seca para fazer fortuna, com o seu companheiro de combate e de crime, Humphrey Bogart. Um dos mais vibrantes e violentos filmes de gangsters de sempre.

08-09-2012, 19h00 | Sala Dr. Félix Ribeiro
O Primeiro Século do Cinema

Setembro 2012
A Diary for Timothy | Le Retour
duração total da sessão: 73 min

A DIARY FOR TIMOTHY
de Humphrey Jennings
Reino Unido, 1946 – 39 min / legendado em português
LE RETOUR
de Henri Cartier-Bresson, Richards Banks
França, Estados Unidos, 1945 – 34 min / legendado em português


Este programa reúne dois importantes filmes realizados quando a Segunda Guerra Mundial chegava ao fim. Humphrey Jennings (1907-1950) esteve ligado ao movimento surrealista e notabilizou-se na realização de documentários, tendo integrado a importante unidade de produção cinematográfica dos correios ingleses (General Post Office – GPO) nos anos trinta. A DIARY FOR TIMOTHY, o seu último grande projeto, é um retrato coletivo do Reino Unido ao sair da guerra, tendo como fio condutor a cronologia do primeiro ano de vida de um bebé, Timothy, a quem é dirigida uma carta. O comentário é de autoria de E. M. Forster e o tom da obra é uma mistura de otimismo e desencanto. LE RETOUR foi parcialmente realizado por Henri Cartier-Bresson. Esta curta-metragem documental foi produzida pelos serviços de informação americanos e pelo ministério francês dos prisioneiros e deportados e mostra-nos o regresso à França de alguns daqueles que tinham que tinham sobrevivido aos campos de extermínio, num sóbrio e poderoso momento de cinema. A exibir em cópias novas.
 

08-09-2012, 19h30 | Sala Luís de Pina
O Primeiro Século do Cinema

Setembro 2012
Mat
A Mãe
de Vsevolod Pudovkin
com Vera Baranovskaia, Nikolai Batalov, Anna Zemcova
URSS, 1925 - 87 min
mudo, com intertítulos em russo traduzidos em português

Pertencendo à extraordinária primeira geração do cinema soviético (com Eisenstein, Vertov, Dovjenko, Kulechov), Vsevolod Pudovkin será lembrado para sempre por dois filmes realizados nos anos vinte: A MÃE e O FIM DE SÃO PETERSBURGO. Baseado em Gorki, realizado num estilo menos vanguardista do que o de Eisenstein, A MÃE é a história de uma tomada de consciência política. Um jovem operário revolucionário é preso e a mãe acaba por se unir à luta do filho. O desempenho excecional de Vera Baranovskaia no papel principal é um dos trunfos do filme e continua a entusiasmar os espectadores. Um dos raros filmes soviéticos à época distribuídos em Portugal, embora com muitos cortes.

08-09-2012, 21h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
O Primeiro Século do Cinema

Setembro 2012
Chimes at Midnight
As Badaladas da Meia Noite
de Orson Welles
com Orson Welles, Keith Baxter, Jeanne Moreau, Margaret Rutherford, John Gielgud
Espanha, Suiça, 1966 - 115 min
legendado em português

Falstaff foi sem dúvida a personagem de Shakespeare com quem Orson Welles mais se identificou. Utilizando trechos de várias peças de Shakespeare (As Alegres Comadres de Windsor, Henry IV e Henry V), esta é sem dúvida a sua melhor incursão cinematográfica ao universo do dramaturgo. Trata-se de uma história de amizade traída em nome dos interesses do Estado, em que John Falstaff, companheiro de folia do Príncipe Hal, herdeiro do trono, que frequenta tabernas e ladrões, é friamente rejeitado quando este recebe a coroa depois da morte do seu pai. Este filme foi um dos pontos de partida de MY OWN PRIVATE IDAHO de Gus Van Sant.

08-09-2012, 22h00 | Sala Luís de Pina
O Primeiro Século do Cinema

Setembro 2012
Radio On
de Chris Petit
com David Beam, Liza Kreuzer, Sandy Radcliff, Sting
Reino Unido, 1979 - 101 min
legendado eletronicamente em português

Filmado a preto e branco num estilo relativamente minimalista, este belo road movie aborda o tema da errância de modo comparável aos filmes realizados nos anos setenta por Wim Wenders, que foi produtor associado. Um disc-jockey que procura descobrir a causa da morte do seu irmão, percorre a Inglaterra de Londres a Bristol. No seu percurso, cruza-se com várias pessoas, entre as quais um guitarrista que trabalha numa bomba de gasolina e é incarnado por Sting. A banda sonora incorpora as vozes de David Bowie e Lene Lovitch, entre outros. Trata-se do primeiro filme de Chris Petit, que até então fora crítico e faria uma abundante carreira como realizador para o cinema e a televisão.