maio de 2020
dstqqss
262728293012
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456
PROGRAMA
Ciclos
Pesquisa
CICLO
Mostra de Filme Etnográfico


Duas sessões que fazem parte da Mostra de Filme Etnográfico APA 2019, promovida no âmbito do VII Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, num ano em que a associação celebra o seu 30º aniversário. O Congresso decorre entre 4 e 7 de junho na Universidade Nova de Lisboa, e a mostra de cinema divide-se entre a Universidade, o Museu de Etnologia e a Cinemateca. De acordo com as palavras da organização: “O VII congresso da APA tem como objetivo debater a condição de ser e estar no mundo hoje, 2019 (…) A abertura que se sugere num congresso ‘sem título’ aponta igualmente a uma antropologia sem fronteiras conceptuais, temáticas ou epistemológicas. É a vida que interessa à antropologia, às antropologias, pensando o gerúndio da existência humana e dos outros e do resto a partir de múltiplas possibilidades interpretativas.” Esta é uma abertura que se estende aos filmes a exibir em primeiras apresentações na Cinemateca.
 
 
05/06/2019, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Mostra de Filme Etnográfico

Território do Desprazer | Gilda Brasileiro – Contra o Esquecimento
duração total da projeção: 107 min / | M/16
 
06/06/2019, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Mostra de Filme Etnográfico

Knots and Holes. An Essay Film on the Life of Nets | Luciamor
duração total da projeção: 90 min | M/12
05/06/2019, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Mostra de Filme Etnográfico

em colaboração com o VII Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia
Território do Desprazer | Gilda Brasileiro – Contra o Esquecimento
duração total da projeção: 107 min / | M/16
TERRITÓRIO DO DESPRAZER
de Maíra Tristão, Mirela Marin
Brasil, 2017 – 17 min / legendado em inglês
GILDA BRASILEIRO – CONTRA O ESQUECIMENTO
de Roberto Manhães Reis, Viola Scheuerer
Brasil, Suíça, Alemanha, 2018 – 90 min / legendado em inglês

Sessão organizada em torno da questão da “memória”. TERRITÓRIO DO DESPRAZER aborda as histórias e memórias de quatro mulheres que viveram e trabalharam na zona de prostituição de São Sebastião (atual bairro de Novo Horizonte), em Vitória, no Brasil, entre as décadas de sessenta e oitenta. “Um território que foi tanto geográfico e físico, quanto subjetivo, íntimo e corporal” numa região que se tornou um verdadeiro "território do prazer", concentrando casas de prostituição, restaurantes, bares e dormitórios. GILDA BRASILEIRO – CONTRA O ESQUECIMENTO é uma investigação sobre a memória da escravatura na maior região de produção do café do século XIX. Um filme que procura interrogar a comercialização ilegal de escravos africanos para as plantações do Brasil, já depois da abolição do tráfico transatlântico em 1831.
 
06/06/2019, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Mostra de Filme Etnográfico

em colaboração com o VII Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia
Knots and Holes. An Essay Film on the Life of Nets | Luciamor
duração total da projeção: 90 min | M/12
KNOTS AND HOLES. AN ESSAY FILM ON THE LIFE OF NETS
de Mattijs Van de Port
Holanda, Brasil, 2018 – 73 min / legendado em inglês e eletronicamente em português
LUCIAMOR
de Ana Elena Tejera
Panamá, 2017 – 17 min / legendado em inglês e eletronicamente em português

KNOTS AND HOLES apresenta-se como um filme-ensaio sobre redes, que parte das redes de pescadores brasileiros para abordar a ideia de rede num sentido mais amplo. Seja literalmente ou num sentido metafórico, estes "nós e buracos" adquirem um significado universal. Em LUCIAMOR, um grupo de mulheres indígenas partilha os seus sonhos a partir da observação de bordados tradicionais do Panamá, designados como “mola” ou “mor”, os tradicionais plastrões das túnicas que correspondem a uma arte ameríndia tradicionalmente feminina.