maio de 2020
dstqqss
262728293012
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456
PROGRAMA
Ciclos
Pesquisa
CICLO
In Memoriam Bibi Andersson


Bibi Andersson, desaparecida em abril passado aos 83 anos, será sempre uma figura crucial no universo de Ingmar Bergman, com quem rodou perto de uma dúzia de filmes, entre 1955 (SORRISOS DE UMA NOITE DE VERÃO) e 1973 (CENAS DA VIDA CONJUGAL), com óbvio centro em PERSONA, filme que, se mais nada houvesse, seria suficiente para lhe garantir uma forma de imortalidade. Mas houve mais, e mais do que Bergman, na vida e obra desta extraordinária atriz, que evocamos em cinco filmes, quatro deles não realizados pelo autor de MORANGOS SILVESTRES. Maneira de mostrar a sua versatilidade, maneira de escapar ao lugar-comum, maneira, finalmente, de vincar a distinta imponência da sua presença, sempre feita de evidência física e subtileza psicológica.
 
 
24/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo In Memoriam Bibi Andersson

Smultronstället
Morangos Silvestres
de Ingmar Bergman
Suécia, 1957 - 89 min
 
25/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo In Memoriam Bibi Andersson

The Kremlin Letter
A Carta do Kremlin
de John Huston
Estados Unidos, 1970 - 120 min
26/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo In Memoriam Bibi Andersson

La Rivale
A Rival
de Sergio Gobbi
França, 1974 - 95 min
27/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo In Memoriam Bibi Andersson

Exposed
Revelação
de James Toback
Estados Unidos, 1983 - 100 min
28/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo In Memoriam Bibi Andersson

Babettes Gaestebud
A Festa de Babette
de Gabriel Axel
Dinamarca, 1987 - 102 min
24/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
In Memoriam Bibi Andersson
Smultronstället
Morangos Silvestres
de Ingmar Bergman
com Victor Sjöström, Ingrid Thulin, Bibi Andersson, Gunnar Björnstrand
Suécia, 1957 - 89 min
legendado em português | M/12
Um professor jubilado (a homenagem perfeita a Sjöström, que Bergman já filmara em RUMO À FELICIDADE) evoca o seu passado durante a viagem para a cerimónia. O encontro dos dois nomes maiores do cinema sueco, o clássico Sjöström e o moderno Bergman (que tanto foi beber ao primeiro), numa das mais belas meditações sobre a vida e a velhice que o cinema nos deu. A viagem para o jubileu transmuta-se na vertigem de uma revisitação ao passado que coincide com o tempo presente e o tempo futuro, fazendo conviver o realismo com um onirismo absolutamente perturbador, e surreal quando o professor é posto face a um espelho, na mais celebrada sequência de MORANGOS SILVESTRES. A apresentar em cópia digital.
 
25/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
In Memoriam Bibi Andersson
The Kremlin Letter
A Carta do Kremlin
de John Huston
com Bibi Andersson, Richard Boone, Nigel Green, Dean Jagger, Lila Kedrova
Estados Unidos, 1970 - 120 min
legendado eletronicamente em português | M/12
John Huston entrou na década de setenta com um thriller de espionagem que é também uma história de “Guerra-Fria”. Escreveu o argumento com Gladys Hill, sua colaboradora de longa data, numa adaptação fiel do romance de Noel Behn e filmou-o na Finlândia, reconstituindo em Helsínquia a atmosfera de Moscovo. Pouco estimado em termos de receção geral à época da sua estreia, THE KREMLIN LETTER teve, no entanto, fãs acérrimos. Jean-Pierre Melville foi um deles, defendendo-o como um filme magistral. O seu realismo formal e a crueldade da visão de Huston são hoje notados como elementos fulcrais do poder do filme. Na Cinemateca, foi mostrado uma única vez, na retrospetiva John Huston de 2009.
 
26/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
In Memoriam Bibi Andersson
La Rivale
A Rival
de Sergio Gobbi
com Jean Piat, Bibi Andersson, Geneviève Fontanel, Valentine Tessier
França, 1974 - 95 min
legendado em português | M/12
LA RIVALE segue a história de Edgar e Blanche, um casal que celebra 13 anos de um casamento aparentemente feliz quando um acidente telefónico faz desmoronar cruamente a crença de Blanche, a personagem interpretada por Bibi Andersson: descobrindo que Pierre mantém tranquilamente uma segunda vida, Blanche opta por se tornar amiga da rival, numa jogada astuciosa que deixa Pierre momentaneamente “abandonado” pelas duas mulheres. Primeira exibição na Cinemateca.
 
27/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
In Memoriam Bibi Andersson
Exposed
Revelação
de James Toback
com Nastassja Kinski, Rudolf Nureyev, Harvey Keitel, Ian McShane, Bibi Andersson, Pierre Clementi
Estados Unidos, 1983 - 100 min
legendado eletronicamente em português | M/16
O filme de James Toback é protagonizado por Nastassja Kinski e pelo grande bailarino soviético Rudolf Nureyev, ator ocasional entre os anos sessenta e oitenta, aqui num papel em que não dança. Bibi Andersson interpreta a personagem da Margaret, num elenco em que participam ainda Harvey Keitel ou Pierre Clementi. Ambientada em Nova Iorque, a história é romântica e envolve o terrorismo internacional e o mundo da moda. Primeira exibição na Cinemateca.
 
28/06/2019, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
In Memoriam Bibi Andersson
Babettes Gaestebud
A Festa de Babette
de Gabriel Axel
com Stéphane Audran, Jean-Philippe Lafont, Gudmar Wivesson, Jarl Kulle, Hanna Steensgard, Bibi Andersson
Dinamarca, 1987 - 102 min
legendado em espanhol e eletronicamente em português | M/12
Adaptação de um conto de Isak Dinesen (Karen Blixen), BABETTES GAESTEBUD é a história de uma mulher que foge de Paris no momento da repressão da Comuna, em 1871, e se refugia na Dinamarca, onde entra ao serviço de duas velhas senhoras de uma aldeia. Quando ganha a lotaria, ela, que fora uma reputada chefe de cozinha, resolve servir um banquete às velhotas e seus convidados. Todo o filme é a descrição da lenta preparação do banquete.