agosto de 2020
dstqqss
2627282930311
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
303112345
PROGRAMA
Ciclos
Pesquisa
CICLO
Retratos da Infância


A infância toma conta da Cinemateca em fevereiro, propondo-se como eixo da programação do mês, que também é marcado pela presença em Lisboa de Alain Bergala e das suas sessões “Crescer no Cinema”. Nem sessões infantis nem sessões para crianças – que nem por isso se excluem como espectadores, e embora haja animação Disney e adaptações de clássicos da literatura infantil (Heidi) e juvenil (As Aventuras de Huckleberry Finn, Mulherzinhas): o programa propõe essencialmente uma viagem pela infância com olhos adultos.

18/02/2013, 22h00 | Sala Luís de Pina
Ciclo Retratos da Infância

Manhã Submersa
de Lauro António
Portugal, 1980 - 131 min
19/02/2013, 21h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Ciclo Retratos da Infância

Aventure au Madeira / Les Destins de Manoel
Os Destinos de Manoel
de Raul Ruiz
Portugal, França, 1985 - 138 min
20/02/2013, 21h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Ciclo Retratos da Infância

Dare Mo Shiranao
Ninguém Sabe
de Hirokazu Kore-eda
Japão, 2004 - 140 min
20/02/2013, 22h00 | Sala Luís de Pina
Ciclo Retratos da Infância

Moonrise Kingdom
Moonrise Kingdom
de Wes Anderson
Estados Unidos, 2012 - 94 min
22/02/2013, 22h00 | Sala Luís de Pina
Ciclo Retratos da Infância

My Childhood | My Ain’ Folk
duração total da sessão: 94 min
18/02/2013, 22h00 | Sala Luís de Pina
Retratos da Infância
Manhã Submersa
de Lauro António
com Eunice Muñoz, Vergílio Ferreira, Canto e Castro, Jacinto Ramos
Portugal, 1980 - 131 min

Adaptação do romance homónimo de Vergílio Ferreira. É simultaneamente a observação lúcida da única possibilidade de um jovem pobre do campo sair dessa classe (a proteção de uma família de proprietários para uma carreira eclesiástica) e uma análise do conflito entre o espírito e a carne. Apresentado em Cannes na Quinzena dos Realizadores.

19/02/2013, 21h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Retratos da Infância
Aventure au Madeira / Les Destins de Manoel
Os Destinos de Manoel
de Raul Ruiz
com Ruben de Freitas, Fernando Heitor, Teresa Madruga, Diogo Dória, Vasco Sequeira
Portugal, França, 1985 - 138 min
falado em português e legendado em francês

Até a MISTÉRIOS DE LISBOA, foi o único filme integralmente falado em português de Raul Ruiz: LES DESTINS DE MANOEL foi produzido para a televisão e rodado na ilha da Madeira. Filme raramente visto, é no entanto uma obra sintomática e bem demonstrativa do universo sui generis do cineasta.

20/02/2013, 21h30 | Sala Dr. Félix Ribeiro
Retratos da Infância
Dare Mo Shiranao
Ninguém Sabe
de Hirokazu Kore-eda
com Yuya Yagira, Ayu Kitaura, Hiei Kimuta, Momoko Shimizu
Japão, 2004 - 140 min
legendado em português

Um filme extremamente inteligente, que conta a história de quatro crianças, cada qual de um pai diferente, abandonadas pela mãe num pequeno apartamento em Tóquio, com muito pouco dinheiro. As mais novas têm a ilusão que a mãe vai voltar. Os quatro conseguem sobreviver no seu pequeno mundo fechado, com as suas regras, constantemente ameaçado pela realidade exterior. Comovente mas desprovido de qualquer sentimentalismo, DARE MO SHIRANAO mostra a que ponto as crianças podem ser adultas e os adultos egoístas e irresponsáveis.

20/02/2013, 22h00 | Sala Luís de Pina
Retratos da Infância
Moonrise Kingdom
Moonrise Kingdom
de Wes Anderson
com Jared Gilman, Kara Hayward, Bruce Willis, Edward Norton, Tilda Swinton, Bill Murray
Estados Unidos, 2012 - 94 min
legendado em português

Coescrita com Roman Coppola, a sétima longa-metragem de Wes Anderson põe as suas personagens numa ilha da costa de Nova Inglaterra nos anos sessenta e segue dois estranhos miúdos que se apaixonam e decidem fugir juntos, levando famílias e autoridades a seguir no seu encalço. MOONRISE KINGDOM é também “uma tragicomédia da vida adulta” e “tem um ritmo velocíssimo, as cenas, por vezes muito curtas, quase se encavalitam umas nas outras; a quantidade de ‘informação visual’ a cada plano chega a ser impressionante, o que diz tanto sobre o rigor da composição de cada enquadramento como sobre o trabalho de ‘animação’ do mundo e do décor” (Luís Miguel Oliveira). Primeira exibição na Cinemateca.

22/02/2013, 22h00 | Sala Luís de Pina
Retratos da Infância
My Childhood | My Ain’ Folk
duração total da sessão: 94 min

MY CHILDHOOD
de Bill Douglas
com Stephen Archibald, Hughie Restorick, Jean Taylor Smith, Bernard McKenna
Reino Unido, 1972 – 42 min / legendado em francês e eletronicamente em português
MY AIN’ FOLK
de Bill Douglas
com Stephen Archibald, Hughie Restorick, Jean Taylor Smith, Bernard McKenna
Reino Unido, 1973 – 52 min / legendado em francês e eletronicamente em português

O escocês Bill Douglas (1934-91) realizou nos anos setenta uma obra breve e de grande qualidade artística. A preto e branco, num estilo sóbrio e intenso, em que alguns viram ecos de Bresson, MY CHILDHOOD (Leão de Prata no Festival de Veneza) e MY AIN’ FOLK formam as duas primeiras partes do que viria a ser uma trilogia autobiográfica sobre a sua infância e adolescência. Douglas fez questão de usar os mesmos atores para retraçar a sua infância num meio proletário, no Reino Unido dos anos quarenta. São dois filmes austeros do ponto de vista formal, mas também de grande força emocional, na sua evocação sem sentimentalismos de uma infância num mundo hostil. Um importante realizador a (re)descobrir.