outubro de 2015
dstqqss
27282930123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
1234567
Ciclos
Pesquisa
29/10/2015, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com o Doclisboa: Želimir Žilnik e Outras Sessões

Em colaboração com o Doclisboa’15 - 13º Festival Internacional de Cinema
CURTAS-METRAGENS DE ŽELIMIR ŽILNIK 1
duração total da projeção: 70 min | M/12
Retrospetiva Želimir Žilnik

sessão apresentada por Želimir Žilnik

ŽURNAL O OMLADINI NA SELU, ZIMI / NEWSREEL ON VILLAGE YOUTH, IN WINTER
Jugoslávia, 1967 – 15 min
NEZAPOSLENI LJUDI / THE UNEMPLOYED
Jugoslávia, 1968 – 13 min
PIONIRI MALENI MI SMO VOJSKA PRAVA, SVAKOG DANA NIČEMO KO ZELENA TRAVA / LITTLE PIONEERS
Jugoslávia, 1969 – 18 min
LIPANJSKA GIBANGA / JUNE TURMOIL
Jugoslávia, 1969 – 10 min
CRNI FILM / BLACK FILM
Jugoslávia, 1971 – 14 min
de Želimir Žilnik
legendados eletronicamente em inglês e em português

A sessão reúne cinco curtas-metragens da fase inicial da obra de Želimir Žilnik. ŽURNAL O OMLADINI documenta momentos de lazer de enérgicos jovens que, no entanto, gostariam de estar noutro sítio. NEZAPOSLENI LJUDI regista o testemunho de homens confrontados com uma realidade contrária à expectativa de segurança social que tinham esperado do socialismo. LITTLE PIONEERS é um duro e potente retrato de crianças socialmente negligenciadas em que figura pela primeira vez "Pirika". LIPANJSKA GIBANGA documenta as manifestações de estudantes em Belgrado em junho de 1968, que aos estudantes reuniu a participação solidária de artistas reconhecidos. Trata-se de um filme importante na filmografia de Žilnik, que aqui ensaia a imersão de um ator profissional (Stevo Zigon) numa situação real quando este declama um monólogo de Robespierre perante uma imensa multidão. Em CRNI FILM, Žilnik filma a noite em que leva para sua casa um grupo de sem-abrigo das ruas de Novi Sad. Manifesto do cinema de Žilnik e da chamada “black wave”, é um filme-chave para descobrir a obra do realizador, como o são todos os anteriores.
 

29/10/2015, 18h30 | Sala Luís de Pina
A Cinemateca com o Doclisboa: Želimir Žilnik e Outras Sessões

Em colaboração com o Doclisboa’15 - 13º Festival Internacional de Cinema
SILOS DUNAV, VUKOVAR / SILO DANUBE, VUKOVAR | STANIMIR SILAZI U GRAD / STANIMIR DESCENDING
duração total da projeção: 91 min | M/12
Retrospetiva Želimir Žilnik

SILOS DUNAV, VUKOVAR / SILO DANUBE, VUKOVAR
República Federal da Jugoslávia, 1993 – 1 minuto
STANIMIR SILAZI U GRAD / STANIMIR DESCENDING
com Stanimir Vračarić, Grozdana Vračarić, Spasoje Ilić, Ganimeta Jefkaj, Ramiza Braimi
Jugoslávia, 1984 – 90 minutos
de Želimir Žilnik
legendados eletronicamente em inglês e em português

Em Vukovar, depois dos bombardeamentos que arrasaram a cidade, a destruição de um contentor de grãos de trigo deixa a descoberto o cobiçado cereal. Milhares de corvos descem então sobre o trigo, imagem simbólica da devastação provocada pela guerra. O segundo filme da sessão aborda o conflito entre a tradição e um mundo em mudança através de uma viagem protagonizada por Stanimir, um idoso habitante da aldeia de Kremna, que se desloca a Belgrado acompanhado pelo nonagenário Spasoje. Procurando investigar o paradeiro de um pedido oficial para reconstruir um moinho de água, que ficou sem resposta, estes dois homens deambularão pelos subúrbios de uma cidade que lhes é completamente estranha. Aventura em que a honestidade e a paciência se revelam duas das suas grandes virtudes face à agressividade da cidade e à burocracia governamental.
 

29/10/2015, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com o Doclisboa: Želimir Žilnik e Outras Sessões

Em colaboração com o Doclisboa’15 - 13º Festival Internacional de Cinema
USTANAK U JASKU / UPRISING IN JAZAK | VERA I ERŽIKA / VERA AND ERŽIKA
duração total da projeção: 78 min | M/12
Retrospetiva Želimir Žilnik

sessão apresentada por Želimir Žilnik

USTANAK U JASKU / UPRISING IN JAZAK
Jugoslávia, 1973 – 18 minutos
VERA I ERŽIKA / VERA AND ERŽIKA
com Vera Miladinović, Erzebet Jakab
Jugoslávia, 1981 – 60 minutos
de Želimir Žilnik
legendados eletronicamente em inglês e em português

Em USTANAK U JASKU, vários habitantes de Jazak, uma aldeia na Sérvia, contam como lutaram durante a Segunda Guerra Mundial contra a ocupação, como ajudaram a esconder os partisans, e como os mais jovens se juntaram a unidades de resistência armada. São muitos os relatos de perseguições, prisões e privações, mas também os relatos da felicidade sentida com a libertação e com as expectativas face à chegada da mudança e do socialismo, que assim contribuem para a reconstituição de um momento muito particular da história. VERA I ERŽIKA é um interessante retrato de duas operárias do sector têxtil, que trabalham numa fábrica desde os treze anos de idade. Quase na reforma, enfrentam agora muitos problemas e deceções face à alteração da legislação das pensões e à contagem dos anos de trabalho
 

29/10/2015, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com o Doclisboa: Želimir Žilnik e Outras Sessões

Em colaboração com o Doclisboa’15 - 13º Festival Internacional de Cinema
ZA ELLU / FOR ELLA | TAKO SE KALIO ČELIK / THE WAY STEEL WAS TEMPERED
duração total da projeção: 111 min | M/12
Retrospetiva Želimir Žilnik

sessão apresentada por Želimir Žilnik

ZA ELLU / FOR ELLA
Jugoslávia, 1997 – 10 minutos
TAKO SE KALIO ČELIK / THE WAY STEEL WAS TEMPERED
Jugoslávia, 1988 – 101 minutos
de Želimir Žilnik
legendados eletronicamente em inglês e em português

Jovica é um velho pianista de jazz fascinado por Ella Fitzgerald. Ameaçado de expulsão de casa pela mulher depois de tocar incessantemente por ocasião da morte de Ella, encontrará quem o acolha e ao seu piano. TAKO SE KALIO ČELIK é uma ficção em torno de Leo, um metalúrgico que aspira a uma vida estável e sem grandes preocupações. As difíceis condições laborais e sociais do país e uma vida pessoal envolta no caos fazem com que seja despedido. Readmitido na fábrica, esta é visitada por empresários estrangeiros empenhados em preservá-la enquanto colecionadores do realismo social. Um filme extremamente metafórico e uma parábola sobre uma sociedade em acelerada mudança.
 

29/10/2015, 22h00 | Sala Luís de Pina
A Cinemateca com o Doclisboa: Želimir Žilnik e Outras Sessões

Em colaboração com o Doclisboa’15 - 13º Festival Internacional de Cinema
DO JAJA / THROWING OFF THE YOLKS OF BONDAGE | STARA MAŠINA / OLDTIMER
duração total da projeção: 93 min | M/12
Retrospetiva Želimir Žilnik

DO JAJA / THROWING OFF THE YOLKS OF BONDAGE
República Federal da Jugoslávia, 1996 – 12 minutos
STARA MAŠINA / OLDTIMER
com Boris Nin, Rahela Mačić, Andrej Rozman, Snežana Nikšić, Zoran More
Jugoslávia, 1989 – 81 minutos
de Želimir Žilnik
legendados eletronicamente em inglês e em português

DO JAJA documenta os protestos massivos que ocorreram em Belgrado contra o regime de Milošević, acusado pelos manifestantes de ter manipulado o resultado das eleições parlamentares do outono de 1996. Filmados os acontecimentos dos primeiros quatro dias de protestos, DO JAJA estrearia ao sétimo dia num cinema local. STARA MAŠINA centra-se na personagem de Igor, jornalista e DJ de uma rádio de Ljubljana, vigiada de perto pelos censores e pelos informadores do regime. Em conflito com o editor, parte para a Grécia na sua mota, atravessando a Bósnia e Sérvia. Uma viagem esclarecedora que coincide com a "revolução antiburocrática" de Milošević e a instauração da política da "preservação da Jugoslávia", acontecimentos que Igor assiste com desilusão e interpreta como um enorme retrocesso. Um “road movie” que propicia uma perspetiva abrangente sobre a história de um país.