maio de 2020
dstqqss
262728293012
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456
PROGRAMA
Ciclos
Pesquisa
CICLO
O Medo


Reza a lenda que as primeiras projeções públicas de L’ARRIVÉE D’UN TRAIN EN GARE DE LA CIOTAT, um dos filmes iniciais dos irmãos Lumière, provocaram nos seus espectadores um pânico incontrolado, causado pela imagem do comboio a avançar na direção da plateia. Verdade ou mentira, exagero ou retrato fiel do sucedido em – pelo menos – algumas sessões, o certo é que este episódio associa o cinema, desde o primeiro momento, a uma emoção primordial: a experiência do medo.
De emoções (dixit Samuel Fuller no PIERROT LE FOU) se constitui muita da matéria essencial do cinema que se fez a seguir a esses anos pioneiros. E de entre essas emoções, talvez nenhuma tenha sido tão trabalhada como o medo, respondendo a um desejo mais ou menos secreto de todo o espectador de cinema. Vamos ao cinema também para ter medo, para reviver medos básicos – o "medo do escuro", por inerência – e para descobrir medos novos. O espectador de cinema tem prazer no medo: a quantidade de filmes, para não dizer géneros inteiros, fundados nesta exploração e nesta experiência, serve de prova incontestável.
Em primeiro lugar é sobre isto este nosso Ciclo. Sobre o cinema do medo, do grande e quase abstrato medo que faz o espectador sentir-se sozinho mesmo se a sala de cinema estiver cheia de gente, e do qual Hitchcock terá sido o mais incontestável dos mestres. Mas é também um Ciclo que procura o medo para além do "cinema do medo", pelo menos fora dos géneros habitualmente entendidos como "do medo". A agitação das personagens de A CAÇA de Manoel de Oliveira, refletindo e instilando um medo difuso, tão mais perturbante por, precisamente, parecer não ter objeto definido. O pavor estampado no rosto das crianças de Kiarostami que, por exemplo nos "TRABALHOS DE CASA", são introduzidas às regras da recompensa e do castigo. Num caso como noutro, o medo que se vê no filme é a expressão de um medo mais vasto, de origem social e/ou política. E esse é, finalmente, outro ponto que este Ciclo pretende aflorar: a presença do medo no espaço público, como conceito ou instrumento de manipulação coletiva – do "medo da bomba" ao "medo do terrorismo", para dar dois exemplos flagrantes, pelo menos desde o final da II Guerra que o medo vive na linha da frente das emoções coletivas nas sociedades ocidentais. "Caixa negra" do seu tempo – aliás uma vocação cada vez mais mal entendida numa época em que a pulsão para a "correção" da História fez dos filmes um território particularmente belicoso – o cinema deixou registado praticamente tudo aquilo que, em determinados instantes e determinados quadrantes, nos meteu medo. É a derradeira proposta do Ciclo: para além de querer proporcionar, através de vários exemplos célebres, essa experiência, quase infantil (como o atesta a quantidade de mergulhos na infância ao longo destes filmes), do medo no seu estado mais puro e mais abstrato, quer também levar o espectador a refletir sobre o medo numa dimensão diferente, uma dimensão "histórica" por assim dizer, mas sempre transponível para o momento presente. Porque, pegando num célebre aforismo associado a um filme de Cronenberg, a questão está em saber se, no século XXI, é ainda o cinema quem mais nos diz que "tenham medo, tenham muito medo".
 
 
04/01/2018, 18h30 | Sala Luís de Pina
Ciclo O Medo

Angst Essen Seele Auf
O Medo Come a Alma
de Rainer W. Fassbinder
Alemanha, 1973 - 93 min
 
04/01/2018, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo O Medo

Alien
Alien, o Oitavo Passageiro
de Ridley Scott
Estados Unidos, 1979 - 117 min
04/01/2018, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo O Medo

The Invisible Man
O Homem Invisível
de James Whale
Estados Unidos, 1933 - 69 min
05/01/2018, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo O Medo

Alien
Alien, o Oitavo Passageiro
de Ridley Scott
Estados Unidos, 1979 - 117 min
05/01/2018, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo O Medo

The Two Faces of Dr. Jekyll
As Duas Faces do Dr. Jekyll
de Terence Fisher
Reino Unido, 1960 - 88 min
04/01/2018, 18h30 | Sala Luís de Pina
O Medo
Angst Essen Seele Auf
O Medo Come a Alma
de Rainer W. Fassbinder
com Brigitte Mira, El Hedi Ben Salem, Barbara Valentin, Irm Hermann
Alemanha, 1973 - 93 min
legendado em português | M/12
ANGST ESSEN SEELE AUF é um remake peculiar de ALL THAT HEAVEN ALLOWS de Douglas Sirk, mas sem evocar o contexto visual altamente artificial do cinema americano, contrariamente ao que Fassbinder faria num filme como MARTHA. Com esta história da ligação entre uma mulher de limpeza alemã de meia-idade e um imigrante árabe mais novo do que ela, Fassbinder fez um filme profundamente político, porém sem escolher os alvos tradicionais da esquerda, como a polícia e o senhorio, preferindo acentuar as responsabilidades do indivíduo. “Com esta atitude, Fassbinder entrou em conflito com as classes médias conservadoras e também com os seus filhos neo-estalinistas dos movimentos estudantis”, observou Christian Braad Thomsen.
 
04/01/2018, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
O Medo
Alien
Alien, o Oitavo Passageiro
de Ridley Scott
com Sigourney Weaver, Tom Skerritt, John Hurt, Ian Holm, Harry Dean Stanton, Yaphet Kotto, Verónica Cartwright
Estados Unidos, 1979 - 117 min
legendado em português | M/16
O filme que lançou uma das mais famosas séries da ficção científica moderna. No interior de uma nave mercantil, surge um estranho "passageiro" que se "hospedara" no corpo de um dos tripulantes durante a passagem por um planeta desconhecido. O intruso revela-se uma arma letal que vai dizimando a tripulação a pouco e pouco. A apresentar em cópia digital.
 
04/01/2018, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
O Medo
The Invisible Man
O Homem Invisível
de James Whale
com Claude Rains, Gloria Stuart, Henry Travers, William Harrigan
Estados Unidos, 1933 - 69 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Primeira adaptação ao cinema do romance de H.G. Wells, que permanece como a mais famosa e cujo sucesso deu também origem a uma série na Universal. Jack Griffin é um cientista que descobre o segredo da invisibilidade, mas acaba por enlouquecer em resultado da aplicação a si próprio. O filme mistura habilmente terror e humor, mas o seu triunfo resultou particularmente dos notáveis, e à época assombrosos, efeitos especiais. Eram de John Fulton, que se tornou mestre na matéria da invisibilidade, combinando efeitos mecânicos de manipulação de marionetas e efeitos óticos.
 
05/01/2018, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
O Medo
Alien
Alien, o Oitavo Passageiro
de Ridley Scott
com Sigourney Weaver, Tom Skerritt, John Hurt, Ian Holm, Harry Dean Stanton, Yaphet Kotto, Verónica Cartwright
Estados Unidos, 1979 - 117 min
legendado em português | M/16
O filme que lançou uma das mais famosas séries da ficção científica moderna. No interior de uma nave mercantil, surge um estranho "passageiro" que se "hospedara" no corpo de um dos tripulantes durante a passagem por um planeta desconhecido. O intruso revela-se uma arma letal que vai dizimando a tripulação a pouco e pouco. A apresentar em cópia digital.
 
05/01/2018, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
O Medo
The Two Faces of Dr. Jekyll
As Duas Faces do Dr. Jekyll
de Terence Fisher
com Paul Massie, Dawn Addams, Christopher Lee
Reino Unido, 1960 - 88 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Um dos muitos exercícios de "horror gótico" resultantes da colaboração entre Terence Fisher e a Hammer, THE TWO FACES OF DR. JEKYLL é uma variação sobre os arquétipos estabelecidos pelo clássico romance de Stevenson. Talvez pelo insucesso comercial na época (um dos raros "flops" da época dourada da Hammer) é hoje muito menos visto e muito menos lembrado do que outros títulos assinados por Fisher para o estúdio. Mas é um filme que vale muito a pena descobrir, por todas as razões, incluindo as belas cores da fotografia de Jack Asher.