CICLO
O Que Quero Ver


O espaço da programação que a Cinemateca dedica às sugestões dos seus espectadores nesta rubrica regular, à cadência de um filme por mês desde o início do ano, alarga-se a vinte e cinco dos títulos pedidos em 2017 nos boletins “O Que Quero Ver”, sendo um dos destaques do mês. A disponibilidade e acessibilidade de cópias e a variedade dos títulos pesaram na seleção dos filmes programados, em que se levou em conta títulos menos ou ainda não mostrados na Cinemateca. Dois deles – um recorrente e outro raramente aqui visto – assinalam simultaneamente duas sessões In Memoriam Anne Wiazemsky (1947-2017) recentemente desaparecida: AU HASARD BALTHAZAR de Bresson (o seu primeiro filme, o filme que dela é indissociável) e ONE PLUS ONE de Godard (de quem foi próxima nos “anos maoistas” e que aqui a filmou no papel de uma Eva Democracia). Em primeira exibição na Cinemateca; 48 HOURS de Walter Hill; ZOMBIE JA KUMMITUSJNA de Mika Kaurismaki; CRAZY de Heddy Honigmann. Entre os filmes de rara oportunidade de exibição, destaque para DRIFTERS de John Grierson, DOWNSTAIRS de Monta Bell, WELT AM DRAHT de Fassbinder, FAREWELL, MY LOVELY de Dick Richards. THE BEGUILED de Don Siegel volta ao ecrã da Cinemateca num momento em que se prevê a estreia portuguesa do “remake” de Sofia Coppola.
 
 
29/12/2017, 22h00 | Sala Luís de Pina
Ciclo O Que Quero Ver

Il Mistero di Oberwald
O Mistério de Oberwald
de Michelangelo Antonioni
Itália, 1981 - 129 min
 
30/12/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo O Que Quero Ver

Underworld U.S.A.
Marcados para a Morte
de Samuel Fuller
Estados Unidos, 1961 - 99 min
29/12/2017, 22h00 | Sala Luís de Pina
O Que Quero Ver

Um ciclo de filmes sugeridos pelos espectadores da Cinemateca
Il Mistero di Oberwald
O Mistério de Oberwald
de Michelangelo Antonioni
com Monica Vitti, Franco Branciarolli, Paolo Bonacelli
Itália, 1981 - 129 min
legendado em inglês e eletronicamente em português | M/12
Baseado na peça A Águia de Duas Cabeças, de Jean Cocteau, IL MISTERO DI OBERWALD é um filme aparentemente muito diferente do trabalho que Antonioni realizara até então. Aparentemente, porque sendo Antonioni um dos grandes cineastas do mundo moderno se trata de uma história “romântica”, o encontro entre uma princesa e um jovem anarquista, que se refugia no quarto dela. Mas Antonioni, grande cultor da perfeição técnica, aproveitou este trabalho para fazer a sua primeira incursão nas técnicas de vídeo, a nível da manipulação da cor, que trabalhou quase como um pintor.
 
30/12/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
O Que Quero Ver

Um ciclo de filmes sugeridos pelos espectadores da Cinemateca
Underworld U.S.A.
Marcados para a Morte
de Samuel Fuller
com Cliff Robertson, Dolores Dorn, Beatrice Kay, Paul Duboy
Estados Unidos, 1961 - 99 min
legendado eletronicamente em português | M/12
Violento e negro, tragicamente sublime, UNDERWORLD U.S.A. segue a história de um rapaz de 14 anos empenhado em vingar a morte do pai às mãos de gangsters através dos seus próprios recursos e dos do governo americano. O título veio de um artigo que Fuller leu e lhe lembrou UNDERWORLD de Sternberg (1927). A apresentar em cópia digital.