agosto de 2017
dstqqss
303112345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
3456789
Ciclos
Pesquisa
CICLO
Cinema Português: Novos Olhares – III


Em maio, continuamos o Ciclo sobre as novas propostas do cinema português, apresentando, assim, o terceiro tomo de trabalhos que têm recebido atenção, no nosso país e fora dele, pela sua crescente força e diversidade. Será também organizado um novo debate, desta vez, com os cineastas de filmes apresentados em abril, no dia 4, às 18h30, na Sala Luís de Pina. Em junho, o Ciclo encerra com um epílogo, onde vão ser apresentados filmes que fogem, de certa forma, às regras impostas a este programa: cineastas nascidos depois de 1974 e com mais do que uma obra estreada publicamente no seu currículo.
 
 
04/05/2017, 18h30 | Sala Luís de Pina
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – III

Debate
 
15/05/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – III

Ao Lobo da Madragoa | Cabeça d’Asno | Ausstieg | Carosello | Estrada de Palha
duração total da projeção: 127 min | M/12
16/05/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – III

Catarina e os Outros | A Viagem | Menina | Carne | Versailles | Boa Noite, Cinderela
duração total da projeção: 120 min | M/16
17/05/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – III

Um Dia Cabouqueiros | Os Caminhos de Jorge
duração total da projeção: 100 min | M/12
18/05/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Cinema Português: Novos Olhares – III

Campo de Víboras | As Rosas Brancas | Gipsofila
duração total da projeção: 100 min | M/12
04/05/2017, 18h30 | Sala Luís de Pina
Cinema Português: Novos Olhares – III
Debate
Em maio a Cinemateca organiza o segundo de uma série de debates sobre os filmes do ciclo CINEMA PORTUGUÊS NOVOS OLHARES. Oportunidade para discutir os filmes apresentados nos primeiros dois meses do ciclo e os caminhos por eles apontados. A discussão prolongar-se-á em mais um encontro final, a realizar em junho, propondo a discussão dos rumos e a vitalidade que o cinema português tem oferecido nos últimos anos. Entrada livre mediante levantamento de ingresso na bilheteira.

 
15/05/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – III
Ao Lobo da Madragoa | Cabeça d’Asno | Ausstieg | Carosello | Estrada de Palha
duração total da projeção: 127 min | M/12
Com a presença de Pedro Bastos
AO LOBO DA MADRAGOA
de Pedro Bastos
com Tânia Dinis
Portugal, 2012 – 9 min
CABEÇA D’ASNO
de Pedro Bastos
com Pedro Bastos
Portugal, 2016 – 12 min
AUSSTIEG
de Jorge Quintela
Portugal, Alemanha, 2010 – 9 min
CAROSELLO
de Jorge Quintela
com Francisco Dias de Castro, Vittorio Luciani
Portugal, Itália, 2013 – 7 min
ESTRADA DE PALHA
de Rodrigo Areias
com Vítor Correia, Nuno Melo, Ângelo Torres
Portugal, Finlândia, 2012 – 90 min

A abrir o terceiro capítulo do Ciclo “Novos Olhares”, chamamos um dos grupos de produção mais dinâmicos do nosso cinema recente. Rodrigo Areias, produtor de dezenas de trabalhos e realizador de vários outros, tem revisitado os diferentes géneros do cinema popular nos seus filmes, entre os quais ESTRADA DE PALHA, uma hipótese de “western português”. Jorge Quintela e Pedro Bastos são dois dos exemplos de produção aos quais está ligado: dois autores que têm sido responsáveis, nos últimos anos, por novos casos na linguagem experimental e documental. Primeiras exibições na Cinemateca.

 
16/05/2017, 21h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – III
Catarina e os Outros | A Viagem | Menina | Carne | Versailles | Boa Noite, Cinderela
duração total da projeção: 120 min | M/16
Com a presença de André badalo e Carlos Conceição
CATARINA E OS OUTROS
de André Badalo
com Victoria Guerra, Rui Porto Nunes, Cândido Ferreira, Maria João Bastos, Philippe Leroux, Tiago Aldeia, Pedro Carvalho, Luís Garcia
Portugal, 2011 – 15 min
A VIAGEM
de Simão Cayatte
com Margarida Carpinteiro, Orlando Costa
Portugal, EUA, 2011 – 19 min
MENINA
de Simão Cayatte
com Íris Cayatte, Joana Santos, Pedro Carmo, Sílvia Filipe
Portugal, 2016 – 15 min
CARNE
de Carlos Conceição
com Carloto Cotta, Anabela Moreira, Eduardo Moreira
Portugal, 2010 – 20 min
VERSAILLES
de Carlos Conceição
com Isabel Ruth, João Arrais
Portugal, 2013 – 21 min
BOA NOITE, CINDERELA
de Carlos Conceição
com Joana de Verona, João Cajuda, David Cabecinha
Portugal, 2014 – 30 min

Três exemplos de produção independente, no jovem cinema português, que exploram diferentes campos da ficção: André Badalo mergulha na promiscuidade sexual da sua jovem personagem em CATARINA E OS OUTROS; Simão Cayatte trabalha no limiar do fantástico em A VIAGEM e MENINA; enquanto Carlos Conceição constrói, em diferentes capítulos, um universo de sedução onde desejos de cinema se transformam em desejos de fantasia. Com a exceção de VERSAILLES, todos os filmes da sessão são primeiras exibições na Cinemateca.
 
17/05/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – III
Um Dia Cabouqueiros | Os Caminhos de Jorge
duração total da projeção: 100 min | M/12
Com a presença de Tomás Baltazar
UM DIA CABOUQUEIROS
de Tomás Baltazar
Portugal, 2015 – 37 min
OS CAMINHOS DE JORGE
de Miguel Moraes Cabral
Portugal, Bélgica, França, 2013 – 63 min

O documentário é uma das mais fortes raízes do cinema português e a sua nova geração de cineastas não a tem ignorado. UM DIA CABOUQUEIROS, de Tomás Baltazar, concentra-se numa zona de extração de mármore, recuperando uma prática esquecida e menosprezada pelo tempo. OS CAMINHOS DE JORGE, de Miguel Moraes Cabral, foca-se, também, numa figura solitária: a do amolador Jorge e dos seus caminhos, entre quem o chama e aquilo que ficou das suas memórias. Primeiras exibições na Cinemateca.
 
18/05/2017, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Cinema Português: Novos Olhares – III
Campo de Víboras | As Rosas Brancas | Gipsofila
duração total da projeção: 100 min | M/12
Com a presença de Margarida Leitão e Diogo Costa Amarante (a confirmar)
CAMPO DE VÍBORAS
de Cristèle Alves Meira
com Ana Padrão, Simão Cayatte, Ana Brito e Cunha, Ludovic Berthillot, Jacqueline Corado
Portugal, França, 2016 – 19 min
AS ROSAS BRANCAS
de Diogo Costa Amarante
com Carolina Tamez, Cristina Tamez, Ella Bishop, Francisco Rodriguez, Harrison Liepis, Oisín Managhan
Portugal, EUA, 2014 – 20 min
GIPSOFILA
de Margarida Leitão
com Lurdes Albuquerque, Margarida Leitão
Portugal, 2015 – 61 min

Três exemplos recentes de autores premiados que foram alvo de circulação no circuito internacional de festivais. CAMPO DE VÍBORAS, de Cristèle Alves Meira, traz um ambiente de medo e mistério, nas ruas de Trás-os-Montes, durante as festividades dos Caretos. AS ROSAS BRANCAS, de Diogo Costa Amarante, mostra uma das experiências internacionais do último vencedor da Berlinale. GIPSOFILA, de Margarida Leitão, revela, por sua vez, um raro e sensível retrato dos desejos e memórias que vivem entre a realizadora e a sua avó. Primeiras exibições na Cinemateca.