CICLO
A Cinemateca com a Associação de Imagem Portuguesa: Encontro com Edgar Moura


No contexto do 25º aniversário da Associação de Imagem Portuguesa (AIP) que se assinala em 2023, a Cinemateca irá colaborar ao longo do ano com esta associação que reúne muitos dos diretores de fotografia e assistentes de câmara a trabalhar em Portugal. O primeiro desses momentos traz à Cinemateca o prestigiado diretor de fotografia brasileiro Edgar Moura. Com uma importante componente do seu trabalho desenvolvida em Portugal, o nome de Edgar Moura tornou-se uma presença habitual nos créditos dos filmes nacionais logo a partir de 1993, somando colaborações mais regulares com realizadores como José Álvaro Morais, Luís Filipe Rocha e António-Pedo Vasconcelos.
 
 
22/02/2023, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo A Cinemateca com a Associação de Imagem Portuguesa: Encontro com Edgar Moura

Sinais de Fogo
de Luís Filipe Rocha
Portugal, 1995 - 100 min | M/12
 
23/02/2023, 19h30 | Sala Luís de Pina
Ciclo A Cinemateca com a Associação de Imagem Portuguesa: Encontro com Edgar Moura

Zéfiro
de José Álvaro Morais
Portugal, 1994 - 47 min | M/12
25/02/2023, 19h30 | Sala Luís de Pina
Ciclo A Cinemateca com a Associação de Imagem Portuguesa: Encontro com Edgar Moura

Jaime
de António-Pedro Vasconcelos
Portugal, 1999 - 111 min | M/12
22/02/2023, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
A Cinemateca com a Associação de Imagem Portuguesa: Encontro com Edgar Moura
Sinais de Fogo
de Luís Filipe Rocha
com Diogo Infante, Ruth Gabriel, Marcantonio del Carlo, José Airosa, Glicínia Quartin
Portugal, 1995 - 100 min | M/12
com as presenças de Edgar Moura e Luís Filipe Rocha
O romance homónimo de Jorge de Sena, um dos muito grandes romances da literatura portuguesa do século XX, é a fonte de onde nasceu este filme de Luís Filipe Rocha. Portugal, julho de 1936: um grupo de adolescentes passa as férias de verão na Figueira da Foz durante a época de consolidação e controlo da ditadura de Salazar, enquanto, do outro lado da fronteira, a guerra civil começa em Espanha. Primeira das colaborações de Edgar Moura com Luís Filipe Rocha, que voltaria a repetir-se em CAMARATE, A PASSAGEM DA NOITE e A OUTRA MARGEM.
 
23/02/2023, 19h30 | Sala Luís de Pina
A Cinemateca com a Associação de Imagem Portuguesa: Encontro com Edgar Moura
Zéfiro
de José Álvaro Morais
com Paulo Pires, Paula Guedes, Inês de Medeiros, José Meireles, Rogério Paulo, Luis Miguel Cintra, Marcello Urgeghe, Manuel Lobão
Portugal, 1994 - 47 min | M/12
com a presença de Edgar Moura
Produzido por Joaquim Pinto para a G.E.R., ZÉFIRO foi uma espécie de “regresso” para José Álvaro Morais, que aqui trata um tema do seu cinema – o Sul, simultaneamente real e mitológico – num filme-mosaico feito de pequenos fragmentos narrativos e contemplativos, onde se misturam com alegria o documentário e a ficção, a realidade e o imaginário. Fotografia de Edgar Moura (que voltaria a colaborar com José Álvaro Morais em PEIXE LUA).
 
25/02/2023, 19h30 | Sala Luís de Pina
A Cinemateca com a Associação de Imagem Portuguesa: Encontro com Edgar Moura
Jaime
de António-Pedro Vasconcelos
com Saul Fonseca, Fernanda Serrano, Joaquim Leitão, Nicolau Breyner
Portugal, 1999 - 111 min | M/12
com as presenças de Edgar Moura e António-Pedro Vasconcelos
Ambientado na cidade do Porto, nos bairros populares próximos da Ribeira, JAIME é uma incursão num registo narrativo evocativo do neorrealismo, cujo princípio do argumento cita um dos clássicos do género, LADRI DI BICICLETTE: é a história de um garoto, filho de pais separados, que procura juntar dinheiro para oferecer uma motorizada ao pai, que ficou impossibilitado de trabalhar desde que lhe roubaram a dele. JAIME foi a primeira ficção de António-Pedro Vasconcelos depois de AQUI D’EL REI!, quebrando um silêncio que se manteve durante quase toda a década de noventa.