CICLO
Double Bill


Como habitualmente, promovemos nesta seção o encontro entre filmes, para sessões duplas marcadas por choques, paralelismos ou contiguidades. Para Dezembro recebemos dois dos maiores cineastas da violência social americana, Michael Cimino e Samuel Fuller, em filmes que penetram em comunidades imigrantes asiáticas para observar a sociedade americana como um grande e permanente choque étnico (e se ambos foram, em diferentes momentos, estupidamente acusados de “fascismo”, isso talvez venha, descontando a estupidez de quem os acusou, do facto de mostrarem obsessivamente a espécie de fascismo larvar que é intrínseca à psicossociologia americana). Recebemos Hawks e Renoir, para dois filmes tardios nas carreiras de cada um deles (mas quase contemporâneos), dois filmes livres, modernos e primitivos (ao mesmo tempo), sobre sexo, piqueniques à beira-rio, chuvadas e vendavais; e dois filmes que põem em cena o herói americano estropiado – o de Ford, o herói pós-II Guerra, o de Ivan Passer, o pós-Vietname, em dois filmes separados por escassos 24 anos mas por dois mundos irremediavelmente distantes.
 
 
03/12/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Double Bill

Year of the Dragon | The Crimson Kimono
duração total da projeção: 214 min
 
10/12/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Double Bill

Man’s Favorite Sport? | Le Déjeuner Sur l’Herbe
duração total da projeção: 212 min | M/12
17/12/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo Double Bill

The Wings of Eagles | Cutter’s Way
duração total da projeção: 217 min
03/12/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Double Bill
Year of the Dragon | The Crimson Kimono
duração total da projeção: 214 min
legendados eletronicamente em português | M/16
entre os dois filmes há um intervalo de 20 minutos
YEAR OF THE DRAGON
O Ano do Dragão
de Michael Cimino
com Mickey Rourke, John Lone, Ariane, Leonard Termo, Ray Barry
Estados Unidos, 1985 – 134 min

THE CRIMSON KIMONO
O Quimono Misterioso
de Samuel Fuller
com Victoria Shaw, Glenn Corbett, James Shigeta, Anna Lee
Estados Unidos, 1959 - 80 min

Com argumento de Oliver Stone, YEAR OF THE DRAGON representou o regresso de Michael Cimino à realização depois do colossal fracasso da sua obra-prima HEAVEN’S GATE. Mudam os ambientes, mudam os meios (bem mais modestos do que no filme anterior), não mudam as obsessões de Cimino: através da figura de Stanley White (Mickey Rourke), um polícia de origem polaca, violento e racista, obcecado pela caça a um czar da droga (John Lone) que domina a Chinatown de Nova Iorque, YEAR OF THE DRAGON é mais uma observação da natureza compósita do tecido étnico e social dos Estados Unidos, e uma repetição da mais ambígua das perguntas: o que é ser americano? A resposta, como sempre, não é necessariamente agradável.  THE CRIMSON KIMONO é um thriller realizado com a força e a secura habituais de Samuel Fuller, situado em Los Angeles: dois inspetores da polícia, um branco e um asiático, investigam o homicídio de uma strip teaser. Além de colegas, os dois homens são velhos amigos, mas acabam envolvidos num triângulo amoroso, que os torna rivais diante de outra mulher. Um filme relativamente pouco visto do mestre Fuller.
 
10/12/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Double Bill
Man’s Favorite Sport? | Le Déjeuner Sur l’Herbe
duração total da projeção: 212 min | M/12
entre os dois filmes há um intervalo de 20 minutos
MAN’S FAVORITE SPORT?
O Desporto Favorito dos Homens
de Howard Hawks
com Rock Hudson, Paula Prentiss, John McGiver, Maria Perschy
Estados Unidos, 1964 – 120 min / legendado em português

LE DÉJEUNER SUR L’HERBE
de Jean Renoir
com Paul Meurisse, Catherine Rouvel, Fernand Sardou
França, 1959 - 92 min / legendado eletronicamente em português

MAN’S FAVORITE SPORT?, a última comédia de Hawks, é uma prodigiosa incursão na guerra dos sexos, onde a mulher tem o papel ativo. É Paula Prentiss, herdeira do estilo azougado de Carole Lombard, que conduz o jogo de sedução e conquista de um vendedor de artigos de pesca e autor de um best-seller do género, Rock Hudson. Mestre na teoria, é um desastre na prática. Na pesca e nos jogos do amor. Depois de realizar três obras estilizadas, situadas em tempos passados (LE CARROSSE D’OR, FRENCH CANCAN e ELENA ET LES HOMMES), Renoir voltou-se para o presente e mesmo para o futuro em LE DÉJEUNER SUR L’HERBE, um dos mais livres que realizou. Através da história de um cientista, partidário da fecundação artificial, que é seduzido pela beleza de uma jovem camponesa, fez um filme espantosamente jovem, um canto à vida e à natureza, que se desenrola no ritmo rápido de um bailado.
 
17/12/2022, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Double Bill
The Wings of Eagles | Cutter’s Way
duração total da projeção: 217 min
legendados eletronicamente em português | M/16
entre os dois filmes há um intervalo de 20 minutos
THE WINGS OF EAGLES
A Águia Voa ao Sol
de John Ford
com John Wayne, Maureen O’Hara, Dan Dailey, Ward Bond, Ken Curtis
Estados Unidos, 1957 – 110 min

CUTTER’S WAY
de Ivan Passer
com Jeff Bridges, John Heard, Lisa Eichhorn, Ann Dusenbarry
Estados Unidos, 1981- 107 min

Fabulosa homenagem à Marinha dos Estados Unidos, assinada pelo Almirante John Ford, que em THE WINGS OF EAGLES retrata a vida de Frank “Spig” Wead que foi seu argumentista (AIR MAIL, THEY WERE EXPENDABLE) e onde Ward Bond interpreta a figura de um realizador de cinema, que é o próprio Ford. Wayne e O’Hara (o par favorito de Ford) num dos seus grandes momentos de cinema. “(...) é sobretudo um filme sobre a solidão. Talvez o mais belo filme sobre a solidão, de que me lembro. A máxima comoção. O único filme de Ford construído sobre o cinema é o único que, no momento capital, elide o olhar” (João Bénard da Costa). Assinado por um dos expoentes máximos do “cinema novo” da Checoslováquia, exilado após o fim da “primavera de Praga”, CUTTER’S WAY transformou-se de filme “maldito” em filme de “culto”, visto como uma crítica à guerra do Vietname e comparado por alguns críticos a Moby Dick de Melville, pela missão de “justiceiro” que a personagem Cutter assume no filme.