maio de 2020
dstqqss
262728293012
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456
PROGRAMA
Ciclos
Pesquisa
CICLO
70 Anos de Cinemateca


No seu segundo andamento e em linha direta com a programação de novembro, o Ciclo “70 Anos de Cinemateca” propõe um novo lote de filmes que completa a evocação de 35 histórias memoráveis da programação da Cinemateca desde o início das suas projeções públicas no Salão Foz em 1958 e, em modo mais intenso, a partir de 1980, quando se iniciaram as sessões diárias da primeira sala de cinema nas instalações da Rua Barata Salgueiro. O conceito e linhas de orientação deste “70 Anos, 70 Filmes” lembram momentos marcantes desse percurso, como Ciclos e retrospetivas, a peculiaridade de algumas sessões ou a presença de convidados especiais. As 16 histórias deste mês são contadas nas notas das respetivas sessões, em alguns casos transitando de novembro. Note-se que CHELSEA GIRLS, de Andy Wharol, inicialmente programado em novembro, mas que foi necessário adiar, tem agora projeção marcada. A apresentar nos primeiros meses de 2019, um segundo núcleo do Ciclo centrar-se-á no cinema contemporâneo.
 
 
15/12/2018, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo 70 Anos de Cinemateca

Hitler, Ein Film aus Deutschland
“Hitler, Um Filme da Alemanha”
de Hans-Jürgen Syberberg
Alemanha, 1978 - 433 min
 
17/12/2018, 21h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo 70 Anos de Cinemateca

Jeanne Dielman, 23, Quai du Commerce, 1080 Bruxelles
de Chantal Akerman
Bélgica, França, 1975 - 200 min
18/12/2018, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo 70 Anos de Cinemateca

Hearts of the World
Aos Corações do Mundo
de D.W. Griffith
Estados Unidos, 1918 - 155 min
21/12/2018, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo 70 Anos de Cinemateca

Jeanne Dielman, 23, Quai du Commerce, 1080 Bruxelles
de Chantal Akerman
Bélgica, França, 1975 - 200 min
28/12/2018, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
Ciclo 70 Anos de Cinemateca

Male and Female
de Cecil B. DeMille
Estados Unidos, 1919 - 116 min
15/12/2018, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
70 Anos de Cinemateca

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)
Hitler, Ein Film aus Deutschland
“Hitler, Um Filme da Alemanha”
de Hans-Jürgen Syberberg
com Johannes Buzalski, Martin Sperr, Hellmut Lange, Heinz Schubert, Harry Baer
Alemanha, 1978 - 433 min
legendado em inglês | M/12
70 Anos, 70 Filmes

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)

A sessão decorre com dois intervalos. O primeiro acontecerá no final da 1ª parte do filme, às 17h05, e terá 10 minutos. O segundo intervalo acontecerá no final da 2ª parte, cerca das 19h30, e terá uma duração de 30 minutos. A terceira e a quarta decorrem sem intervalo, terminando a projecção cerca das 23h30.
Disse Syberberg: “Este filme é um não-documentário sobre Hitler”. Hitler somos nós, “gostamos sempre do género de coisas que Hitler provocou…” Um genial conjunto de imagens barrocas que formam uma incursão pela cultura e mitologia germânicas e uma obra maior de Hans-Jürgen Syberberg, protagonista de inúmeras sessões e programas na Cinemateca, como o “Ciclo Syberberg/Edith Clever” que, em 1993, contou com a presença de ambos. O longuíssimo HITLER, EIN FILM AUS DEUTSCHLAND foi mostrado apenas duas vezes na Cinemateca, a primeira das quais nos anos oitenta, no programa “Coppola em contexto”.
 
17/12/2018, 21h00 | Sala M. Félix Ribeiro
70 Anos de Cinemateca

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)
Jeanne Dielman, 23, Quai du Commerce, 1080 Bruxelles
de Chantal Akerman
com Delphine Seyrig, Henri Storck, Jan Decorte
Bélgica, França, 1975 - 200 min
legendado eletronicamente em português | M/12
70 Anos, 70 Filmes

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)
Autora de uma singularíssima obra, Chantal Akerman realizou entre 1968 e 2015, o ano da sua morte, um conjunto de filmes que lhe garantiram um lugar único no panorama do cinema contemporâneo. Com exibição regular na Cinemateca, foram reunidos em 2012 numa ambiciosa retrospetiva da sua obra, organizada em colaboração com o Doclisboa, que contou com a presença da cineasta. Assente num rigoroso trabalho sobre a duração e a repetição, JEANNE DIELMAN, 23… foi o filme mais decisivo na consagração de Chantal Akerman. Trata-se de uma observação sistematizada, quase “maníaca”, do dia a dia rotineiro de uma mulher de Bruxelas (Delphine Seyrig), com a prostituição a aparecer como um espectro de coloração realista. A dureza formal do filme de Akerman revela-se na sua obsessiva calendarização do tempo e das rotinas. Uma obra única na História do cinema. A apresentar em cópia digital.
 
18/12/2018, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
70 Anos de Cinemateca

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)
Hearts of the World
Aos Corações do Mundo
de D.W. Griffith
com Lillian Gish, Robert Harron, Jack Cosgrave, Kate Bruce, Adolph Lestina
Estados Unidos, 1918 - 155 min
mudo, intertítulos em inglês legendados eletronicamente em português | M/12
70 Anos, 70 Filmes

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)

acompanhamento ao piano por Filipe Raposo
No arranque da sala da Barata Salgueiro em 1980, o segundo Ciclo apresentado, logo após a mostra de abertura dedicada ao cinema português, foi sem dúvida um dos mais decisivos de toda a história da Cinemateca. Griffith tinha sido exibido antes, na sala do Palácio Foz, na também célebre “Retrospetiva do Cinema Mudo Americano – Época Muda” realizada em 1965, e depois em alguns Ciclos com “Filmes da Cinemateca”. Mas nem a quantidade da exemplificação feita até aí tinha sido grande (reduzida que fora ao trio de filmes históricos BIRTH OF A NATION, INTOLERANCE e BROKEN BLOSSOMS) nem a qualidade das cópias que tinha sido possível exibir tinha feito inteira justiça à força e esplendor do seu cinema. Algo muito diferente aconteceu então com o Ciclo de 1980, feito com a preciosa colaboração da Cinemateca do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, em que não só se pôde acompanhar a obra em praticamente todo o seu decurso histórico (mais de uma trintena de filmes, de 1909 a 1931) como se pôde redescobrir, em extraordinárias cópias de 35 mm, a autêntica, belíssima, fotografia da época. Divulgado nessa retrospetiva, HEARTS OF THE WORLD, estreado há um século, foi o título que Griffith realizou a seguir a INTOLERANCE, indo ao encontro de uma proposta do Governo Britânico feita antes da entrada dos EUA na Guerra. É a primeira produção ficcional concebida com intuitos propagandísticos a favor da causa dos Aliados na Primeira Guerra Mundial e corresponde ao reconhecimento de Griffith como autor, convidado a visitar as frentes de batalha. As filmagens decorreram em Londres, França (incluindo planos rodados perto da frente de combate) e na Califórnia (no cenário da Babilónia para INTOLERANCE, onde a maior parte das cenas de guerra foram recriadas). HEARTS OF THE WORLD abre surpreendentemente com um prólogo em que o próprio Griffith explica a sua implicação na causa com a realização deste filme.
 
21/12/2018, 15h30 | Sala M. Félix Ribeiro
70 Anos de Cinemateca

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)
Jeanne Dielman, 23, Quai du Commerce, 1080 Bruxelles
de Chantal Akerman
com Delphine Seyrig, Henri Storck, Jan Decorte
Bélgica, França, 1975 - 200 min
legendado eletronicamente em português | M/12
70 Anos, 70 Filmes

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)
Autora de uma singularíssima obra, Chantal Akerman realizou entre 1968 e 2015, o ano da sua morte, um conjunto de filmes que lhe garantiram um lugar único no panorama do cinema contemporâneo. Com exibição regular na Cinemateca, foram reunidos em 2012 numa ambiciosa retrospetiva da sua obra, organizada em colaboração com o Doclisboa, que contou com a presença da cineasta. Assente num rigoroso trabalho sobre a duração e a repetição, JEANNE DIELMAN, 23… foi o filme mais decisivo na consagração de Chantal Akerman. Trata-se de uma observação sistematizada, quase “maníaca”, do dia a dia rotineiro de uma mulher de Bruxelas (Delphine Seyrig), com a prostituição a aparecer como um espectro de coloração realista. A dureza formal do filme de Akerman revela-se na sua obsessiva calendarização do tempo e das rotinas. Uma obra única na História do cinema. A apresentar em cópia digital.
 
28/12/2018, 19h00 | Sala M. Félix Ribeiro
70 Anos de Cinemateca

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)
Male and Female
de Cecil B. DeMille
com Gloria Swanson, Thomas Meighan, Theodore Roberts, Raymond Hatton
Estados Unidos, 1919 - 116 min
mudo, intertítulos em inglês, legendados eletronicamente em português | M/12
70 Anos, 70 Filmes

1ª Parte: 35 Histórias da História da Cinemateca (II)

com acompanhamento ao piano por João Paulo Esteves da Silva
Uma das mais conhecidas comédias de Cecil B. DeMille, adaptada da peça The Admirable Crichton, de James Barrie, em que Gloria Swanson é uma menina namoradeira da alta sociedade que naufraga numa ilha deserta com a família e o mordomo Crichton que, sendo o único representante da classe trabalhadora, acaba por se tornar o "senhor" na medida em que mais ninguém sabe que decisões tomar para sobreviver. A sessão evoca a histórica retrospetiva Cecil B. DeMille que a Cinemateca organizou em 1991, e que revelou aos espectadores contemporâneos, mais habituados a pensar em DeMille enquanto cineasta de superproduções e grandes épicos, a sulfurosa subtileza da sua obra muda.